Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/09/2014

Campus Viçosa abre represas da Mata do Paraíso

Para garantir o abastecimento de água no campus Viçosa e na cidade, a UFV abriu duas represas da Mata do Paraíso na manhã desta sexta-feira (19).

Represa da Mata do Paraíso
Segundo o engenheiro ambiental da Divisão de Água e Esgoto da UFV, João Francisco de Paula Pimenta, o objetivo é recompensar os níveis das represas situadas no campus universitário, onde se dá a captação de água da Universidade e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

O engenheiro comentou que, com essa ação da UFV, a expectativa é de que outras pessoas fiquem motivadas a também cederem água de suas represas. Ele ainda destacou o quanto a educação ambiental é fundamental, já que a liberação da água represada só foi possível devido à conservação da Mata do Paraíso.

A água liberada pela Universidade poderá auxiliar três dias de abastecimento na UFV e na cidade. Diante da situação crítica, João Pimenta lembrou que é essencial o auxílio de toda a população para o uso responsável da água.

Na fotografia abaixo, um registro do nível de água em uma das lagoas da Universidade para abastecimento do campus e da cidade.

 


Fonte: Sabrina Areias



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


Antonio de Padua Nacif disse:

23/09/2014 às 15:15

Nestes mesmo dias o Dr. Henrique Faria, filho do ex prefeito Geraldo Faria, atendeu ao pedido do SAEE e abriu sua represa, na região do Paraíso, para fornecer água à população viçosense. Esses dois fatos ilustram bem - e comprovam - o beneficio social da reservação de água em propriedades rurais, sempre combatida por órgãos ambientalistas e xiitas de plantão. Nos ensinamentos de nossos antepassados pode -se apurar: Reservar durante os períodos de fartura para usar nos períodos de escassez, ou, mais simplesmente falando - " Quem guarda tem! Pena é que são represas muito pequenas, mas se tivéssemos milhares delas a segurança contra enchentes e contra a falta d'água seria muito maior. Isto, sem falar no uso da água armazenada para a agricultura irrigada, dando segurança às lavouras e ao abastecimento da população. Vocês já observaram que em pleno ano de brava seca existe fartura de feijão no mercado a preços muito baixos. Com certeza a "culpa" é da agricultura irrigada. Podem crer!

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2213 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey