Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/01/2015

Brasil pode terminar janeiro com recorde de focos de incêndio em matas e florestas

Até terça passada, foram registrados 3.208 focos

Em 2005, foram 4.047 incêndios no mês inteiro, número que deve ser superado este ano se a média de novos focos se mantiver até o dia 31: 160 novos casos por dia.

O número de queimadas registradas no país em janeiro pode ser o maior para o mês desde 2005, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Até esta terça-feira, dia 20, foram registrados 3.208 focos. Em 2005, foram 4.047 incêndios no mês inteiro. O número deve ser superado este ano se a média de novos focos se mantiver até o dia 31: 160 novos casos por dia. O chefe substituto do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Ibama, Gabriel Zacarias, afirma que pesquisas apontam o homem como principal responsável pelas queimadas em matas e florestas.

Mato Grosso, Pará e Maranhão são os três estados com o maior número de queimadas neste início de ano, segundo o Inpe. O Rio de Janeiro aparece na décima sexta colocação, com 70 casos. No entanto, o número representa um recorde para o mês de janeiro no estado. Superou os 35 registros de 2014. O diretor-geral da Defesa Civil Estadual, coronel Paulo Renato Vaz, ressaltou que diante do crescente número de focos de incêndio o órgão adotou novas medidas para que o monitoramento seja mais eficaz.

"O que nos estamos assistindo é período de grande estiagem quando deveria ser de grande precipitação pluviométrica. Sensível a isso, a secretaria determinou, no dia 13 de janeiro, que nós montássemos o Centro Integrado de Comando e Controle Regional para poder monitorar inúmeros casos de incêndio florestal e oferecer um combate com mais efetivo".

Na capital fluminense, os parques e os gramados estão deteriorados pela ação do sol. De acordo com a Fundação Parques e Jardins do Rio de Janeiro, devido à estiagem, o município tem encontrado dificuldades para preservar as mudas plantadas na cidade e conservar a vegetação de grandes parques, como a Quinta da Boa Vista e o Campo de Santana, que ficaram prejudicados.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

03/08/2020 às 14:28

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1497 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey