Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/05/2015

Lei que incentiva o plantio de árvore a cada novo bebê se populariza

São José do Rio Preto foi um dos municípios pioneiros.

Em 2015, o projeto ?Uma criança, uma árvore? teve apenas uma árvore plantada.

A conscientização sobre o cuidado com o meio ambiente deve começar desde cedo e, de preferência, logo após o nascimento. Este é o intuito do projeto “Uma Criança, Uma árvore”, que disponibiliza uma muda a cada criança nascida. A ideia já se tornou lei não obrigatória em muitas cidades brasileiras e tem colaborado com a recuperação ambiental.

O município paulista de São José do Rio Preto foi um dos primeiros a transformar a ideia em lei. Desde 2003, a prefeitura disponibiliza uma muda de árvore nativa da região a cada pai no momento do registro do filho. No entanto, por não ser obrigatório, nem todos os pais comemoram o nascimento com o plantio.

Em Itaperuna, no Rio de Janeiro, o funcionamento é ainda mais eficiente. Lançado em janeiro de 2015, o programa prevê que o plantio possa ser realizado pela própria Secretaria de Meio Ambiente, mediante a autorização dos pais. Mesmo assim, é necessário que os responsáveis pela criança demonstrem interesse em participar, assinando um termo de adesão e apresentando os documentos que comprovem o nascimento.

Em quase todas as cidades brasileiras que abraçaram este projeto, as famílias participantes recebem um certificado de que a criança participou e, logo ao nascer, já se tornou amiga da natureza. Além disso, as mudas são entregues com plaquinhas com a descrição sobre a espécie utilizada e a data de nascimento do bebê que a representa.

Em Penápolis, no interior de São Paulo, durante os cinco primeiros anos do projeto já haviam sido plantadas 1.500 novas mudas. No entanto, algumas cidades passam por um período de baixa adesão.

Como é o caso de São José do Rio Preto (SP), uma das primeiras cidades a adotarem a ideia. Em notícia publicada pela TV Tem, as autoridades municipais informaram que o número tem caído a cada ano. Em 2013 foram plantadas 38 mudas através do projeto. No ano seguinte foram 36 e em 2015 apenas uma árvore foi plantada até o momento.

Algumas das cidades que possuem o projeto “Uma criança, uma árvore” são: Passos (MG), São Caetano do Sul (SP), Sorocaba (SP), Diamantina (MG), Tramandaí (RS), Guarapari (ES), Ituverava (SP), Clevelândia (PR), entre outras.


Fonte: Ciclo Vivo



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

08/12/2019 às 20:13

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1381 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey