Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


02/06/2015

Governo desenvolve ações ambientais em Colniza

Palestras, desmatamento e outros crimes são enfoques das equipes da Sema e da Segurança Pública.

O intuito é de preparar o município para receber audiência pública com enfoque no combate às queimadas.

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) está desenvolvendo várias ações na região de Colniza (1.065 km ao norte da capital) com o intuito de preparar o município para receber a audiência pública com enfoque no combate às queimadas, que terá a presença do governador de Mato Grosso, Pedro Taques.

Há cerca de um mês representantes do Comitê do Fogo promoveram palestra com a comunidade local para orientar sobre os altos indicadores de focos de calor da região que é campeã em desmatamento ilegal e queimadas. Também houve preparação de brigadistas para atuar em conjunto com o Batalhão do Corpo de Bombeiros nas ocorrências de incêndios florestais durante período proibitivo, que começa em 15 de julho.

Paralelamente, foi realizada a operação ‘Mata Verde’, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), na busca de interromper um processo de grilagem, desmatamento ilegal e outros crimes cometidos na área da Reserva Extrativista (Resex) Guariba. Além da prisão de três pessoas, também foram feitas as notificações e autuações de pelo menos 100 pessoas que estão na área.

O próximo passo é entregar o relatório das equipes de fiscalização e técnicos da Coordenadoria de Unidades de Conservação e Áreas Protegidas (Cuco) da Sema à Subprocuradoria do Meio Ambiente para realizar a desintrusão, por meio judicial, das pessoas que insistirem em permanecer.

Educação ambiental

Apesar da importância do monitoramento e da forte atuação de fiscalização e policiamento, o secretário executivo do Comitê do Fogo, tenente coronel Héctor Péricles, explica que o Governo do Estado também reforçou as ações de sensibilização da população de Colniza para as mudanças de hábitos.

“Nós já conversamos com os moradores sobre as penalidades para quem comete crimes ambientais, por outro lado, também mostramos que é possível utilizar outros métodos de manejo do solo sem usar o fogo, que o fogo é extremamente prejudicial não só ao meio ambiente, prejudica especialmente à saúde das pessoas que residem na região”.


Fonte: Expresso MT



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/07/2019 às 06:47

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1224 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey