Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/06/2015

Árvores nativas não podem ser cortadas para fazer fogueiras juninas

Supressão de vegetação deve ser autorizada e a alternativa é a utilização da madeira de árvores plantadas.

Foto ilustrativa. (Fonte: google)

A equipe do setor de Gestão Florestal do Instituto do Meio Ambiente (IMA) alerta sobre a utilização de madeiras para a produção de fogueiras durante o período dos festejos juninos. O corte de árvores nativas deve obedecer a legislação ambiental e os procedimentos para autorização formal, para não configurar crime ambiental.

Segundo informações da engenheira florestal, Luise Andrade, consultora do setor de Gestão Florestal que faz parte da Diretoria de Licenciamento, o corte de árvores nativas passa por procedimentos específicos como a o cadastro no site do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a solicitação de uma autorização de supressão de vegetação no órgão estadual.

A engenheira explica ainda que para a poda dos galhos secos não é necessária a autorização, mas adverte que sejam tomados os devidos cuidados para evitar incorrer em crime ambiental. Ela disse ainda que há árvores plantadas, exóticas, que não passam pelas mesmas exigências. “Há árvores plantadas, como Sabiá e Algaroba, que podem ser cortadas. A cultura de fazer a fogueira é bonita e é importante preservar, mas também é importante lembrar que é fundamental preservar nossos remanescentes vegetais”.


Fonte: Alagoas 24 horas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

11/11/2019 às 20:35

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1939 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey