Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


27/08/2015

UFPR abre inscrições para a Pós Graduação em Projetos Sustentáveis - EaD

PROJETOS SUSTENTÁVEIS, MUDANÇAS CLIMÁTICAS E MERCADO DE CARBONO

A sustentabilidade perpassa por todos os canais de nossa sociedade, pelos órgãos de governos, entidades nacionais e internacionais, bem como, pelo terceiro setor e academia. Não ficam de fora as empresas, uma vez que o setor produtivo tem a questão da sustentabilidade inserida de sua atividade. Por outro lado, é um tema desafiador e relativamente novo para os profissionais que atuam na área ambiental. Embora o Brasil se destaque com várias iniciativas inovadoras na direção da sustentabilidade, ainda carecemos de profissionais habilitados em escala para atuar nessa tão nobre área. 

Temas como mudanças climáticas, elaboração de projetos sustentáveis, inventários de emissões de gases de efeito estufa, energias renováveis, desastres naturais, tratamento de resíduos e efluentes, bioenergia e biocombustíveis, projetos florestais sustentáveis, redução do desmatamento e degradação florestal, pagamentos por serviços ambientais, construções sustentáveis, análise de atratividade e mercado, serão abordados de modo prático.

 A pós é indicada à profissionais que atuam ou interajam com o setor de meio ambiente, dentro das mais variadas formações, uma vez que ela tem caráter ambiental e ênfase na preparação de projetos. Podem ser profissionais recém-formados que buscam uma complementação profissional ou profissionais experientes que sentem que é o momento de uma reciclagem técnica para com esse tema inovador. As principais formações base indicadas para a pós são: engenharia (ambiental, agronomia, agrícola, florestal, civil, elétrica, entre outras), arquitetura, zootecnia, medicina veterinária, biologia, geografia, geologia, advocacia, tecnólogos e técnicos, administradores, economistas, e outras formações correlatadas.

Informações 41 3350 5696 e 3350 5787 

Inscrições pelo site www.pecca.com.br


Fonte: UFPR



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (1)


ZSeSSEKQ disse:

15/11/2015 às 05:48

Posso gabar-me de ter visto um lince na serra da Malcata, aquando da ftloesrae7e3o da Portucel! Passou veloz e te3o altivo e ne3o fossem as antenas/pince9is na cabee7a e eu ne3o saberia dizer se era um grande gato ou um pequenino tigre. A verdade e9 que essa vise3o mexeu comigo e nesse momento senti-me response1vel pela sua extine7e3o.Saber que a Serra da Malcata pode vir a realojar o lince ibe9rico de1-me um panorama mais optimista, mas a verdade e9 que ne3o tenho a certeza de que o seu habitat esteja pronto para o receber. As colf3nias de coelhos bravos, foram dizimadas fundamentalmente, pela doene7a hemorragica viral.Depois, sempre ouvi os engenheiros agrf3nomos dizer, que uma mata de pinheiros, atinge idade de corte por volta dos 30 anos. Feitas as minhas contas as matas este3o atingir essa idade. Logo que se inicie o corte da ftloesra volta novamente o rebolie7o e0quele espae7o e se, por milagre, le1 houver algum lince, com toda a certeza que desertare1 para lugares mais calmos. Por esta raze3o acredito que a sua integrae7e3o sf3 se deveria fazer depois do abate da ftloesra quando as e1reas que foram alteradas se pudessem renovar e albergar toda a fauna e flora caracteredstica da serra.c9 fundamental recuperar o habitat do lince ibe9rico salvaguardando todas as caracteredsticas favore1veis e0 sua preservae7e3o, que ale9m das condie7f5es atre1s mencionadas passariam tambe9m por programas de sensibilizae7e3o de todos os residentes, principalmente do grupo de cae7adores se bem que eles, neste momento, este3o mais virados para a cae7a do javali do que para o coelho ou lince.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1824 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey