Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


16/06/2016

Mata Atlântica: Biodiversidade e Estocagem de Carbono.

O professor Carlos Moreira Miquelino Eleto Torres possui graduação em Engenharia Florestal, mestrado e doutorado em Ciência Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Atualmente é professor Adjunto, lecionando as disciplinas de Inventário Florestal, Estrutura, Dinâmica e Manejo de Florestas e Dinâmica e Manejo de Florestas Nativas.

Professor Carlos Miquelito e alguns de seus alunos
A Mata atlântica é considerada o quarto hotspot do mundo, devido ao seu alto grau de endemismo, apresentando 8.000 espécies vegetais e 567 espécies de vertebrados endêmicos. Muitos estudiosos afirmaram que muitas das espécies desse bioma se extinguiram e que outras tantas estão em via de extinção devido à intensa fragmentação.
Segundo SOS Mata Atlântica (2014), o desflorestamento no período 2012 a 2013, foi de 23.948 hectares. Comparando a supressão da floresta nativa, no período 2011 a 2012, houve um aumento de 9% na taxa de desmatamento e, com isso, o carbono presente nessas áreas é emitido para a atmosfera. Atualmente, buscam-se formas de manter os remanescentes, mesmo fragmentados, e recuperar as áreas desmatadas.
Diante do panorama, o Prof. Dr. Carlos Moreira Miquelino Eleto Torres do  Departamento de Engenharia Florestal da UFV na área de Manejo de Florestas Inequiâneas, desenvolveu, em parceria com outros professores e alunos do departamento de Engenharia Florestal da UFV, o projeto Mata Atlântica e sua importância na conservação da biodiversidade e na estocagem de carbono. Em entrevista para o CIFLorestas, ele conta detalhes sobre a proposta que visa gerar informações sobre a estrutura, dinâmica e fluxo de carbono de fragmentos florestais da Mata Atlântica, bem como a elaboração de modelos de crescimento e produção.
O estudo será realizado em fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual, localizados em Viçosa, MG. O primeiro, denominado Mata da Silvicultura, com 17 ha, situa-se na Universidade Federal de Viçosa, e o outro, com 44 ha, está no Parque Tecnológico de Viçosa. Em ambos foram lançadas parcelas permanentes, as quais são remedidas a cada quatro anos. No ano de 2016 serão medidos todas as árvores nas parcelas permanentes com DAP (diâmetro a 1,30 metros do solo) maior ou igual a 5 cm e alturas totais (Ht).
O professor explica que objetivo geral será avaliar a importância dos fragmentos florestais do bioma Mata Atlântica na conservação da biodiversidade e na estocagem de carbono, por meio da dinâmica da vegetação arbórea e da previsão do crescimento e produção.
Os benefícios do estudo serão de grande importância para o bioma Mata Atlântica, pois irá possibilitar a obtenção das mudanças ocorridas dos parâmetros fitossociológicos, da estrutura horizontal, vertical e paramétrica dos fragmentos estudados, bem como da estimativa de crescimento, mortalidade e ingresso. No que diz respeito à estocagem de carbono haverá um estudo detalhado sobre a dinâmica de carbono nos fragmentos florestais e isto poderá servir como base para projetos de restauração florestal, demostrando quais as espécies que têm um maior potencial de estocagem de carbono.
Além disso, será realizada a avaliação da eficiência dos métodos de Markov e de Redes Neurais Artificiais para a prognose de produção de florestas inequiâneas. Dessa maneira se poderá contribuir cientificamente para o avanço dos conhecimentos em florestas nativas no Brasil. Além desses métodos também irá se utilizar dinâmica de sistemas para a prognose, com isso, espera-se realizar a projeção da distribuição diamétrica de forma mais precisa, e para maiores intervalos de tempo. Desta forma, o setor florestal teria mais uma ferramenta para realização da modelagem do crescimento e produção de florestas nativas.


Fonte: Mariana Barbosa - Polo de Excelência em Florestas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/11/2019 às 19:36

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1971 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey