Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/02/2010

Cassilândia-MS Tem o Maior Plantio de Seringueira Irrigada do Brasil

A heveicultura (cultivo da seringueira) pode ser considerada uma alternativa viável para a diminuição dos atuais problemas socioeconômicos e ambientais, tanto por fixar o homem à terra, através do aumento de rendimento da propriedade e larga ocupação da mão-de-obra familiar e local, como também por ser uma cultura altamente ajustada às áreas degradadas, promovendo sua recuperação e estabilização. Com essa mentalidade, o Grupo Polifer, responsável pelo plantio de mais de 3 milhões de seringueiras no estado de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiás, implantou no município de Cassilândia o maior plantio irrigado de seringueira do Brasil.

A heveicultura (cultivo da seringueira) pode ser considerada uma alternativa viável para a diminuição dos atuais problemas socioeconômicos e ambientais, tanto por fixar o homem à terra, através do aumento de rendimento da propriedade e larga ocupação da mão-de-obra familiar e local, como também por ser uma cultura altamente ajustada às áreas degradadas, promovendo sua recuperação e estabilização.

Com essa mentalidade, o Grupo Polifer, responsável pelo plantio de mais de 3 milhões de seringueiras no estado de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Goiás, implantou no município de Cassilândia o maior plantio irrigado de seringueira do Brasil.

A fazenda pertence ao empresário paulista Márcio Caldeira, e fica às margens da BR 158. Nela foram plantadas 215.000 árvores num total de 425 hectares. O plantio está com um ano de idade e atualmente emprega 25 pessoas. Quando entrar em produção, serão gerados mais de 70 empregos.

Normalmente, durante a implantação de um seringal, tem-se uma perda significativa de mudas causada por déficit hídrico; mas utilizando o sistema de irrigação por gotejamento há uma redução destas perdas. Esse sistema ainda permite a adubação via irrigação, técnica chamada de fertirrigação. “Ao irrigar o seringal em sua fase de implantação, pode-se antecipar o início da produção em até um ano”, afirma Getúlio Ferreira, diretor do Grupo Polifer.

A seringueira pode ser plantada e explorada em áreas de recomposição de reserva legal e depois do seu estágio produtivo (produção de látex) pode ter sua madeira comercializada para fins moveleiros. Na fazenda Santa Cecília, o Grupo Polifer usou a seringueira para recompor a área de reserva legal, com o objetivo de dar suporte às mudas de espécies nativas que necessitam de sombreamento para seu desenvolvimento, além de proporcionar um excelente retorno econômico ao proprietário da fazenda.

Polifer no MS

O Grupo Polifer é prestador de serviço de implantação de administração de seringal. Com sede em São José do Rio Preto-SP, possui viveiros na cidade de Macaubal-SP e em Paranaíba-MS e tem seringais implantados no noroeste paulista, triângulo mineiro, sul de Goiás. A área implantada pelo grupo nos estados referidos é de seis mil hectares de seringueira (3 milhões de plantas)

O grupo iniciou suas atividades no estado de Mato Grosso do Sul em 2007, com um viveiro instalado na cidade de Paranaíba e realizando várias palestras de divulgação da cultura para os proprietários de fazendas da região do bolsão (nordeste do estado).

Hoje a área já implantada no estado é de 1.600 hectares (800 mil pés) nas cidades de Aparecida do Taboado, Paranaíba, Inocência, Cassilândia e Campo Grande. Nas cidades de Chapadão do Sul e Costa Rica os projetos de plantio estão em fase inicial de preparo de solo, e em breve receberão as mudas. As plantas estão em formação.

O grupo Polifer está incentivando a ida de grandes investidores para o estado com o objetivo de implantar 10 mil hectares de seringueira (5 milhões de pés) até 2015.

“O estado preenche todos os requisitos para um grande volume de plantio de seringueira, pois tem imensas áreas de terra propícias, tem clima favorável à cultura, também apresenta boa logística em relação ao mercado consumidor”, afirma Ferreira.

O plantio mais velho tem 18 meses e o início da produção se dá entre 5 a 7 anos. Quando as árvores estiverem produzindo, a borracha será processada e beneficiada em uma usina que será instalada no estado em um município da região do bolsão (nordeste). E será comercializada para diversos estados do Brasil onde se encontram as indústrias transformadoras do ramo pneumático e mercado leve (farmacêutico, acessórios, autopeças, etc.).

Para atingir o objetivo final da implantação de 10 mil hectares (5 milhões de pés) de seringueira serão necessários investimentos na aquisição de terras, plantio e manutenção de seringais, em torno de R$ 250 milhões, segundo a Polifer.

“O desafio é que a cultura ainda é pouco conhecida pelos produtores do estado e as linhas de crédito para seringueira são pouco acessíveis. Na visão do grupo, seria necessário desenvolver uma linha de credito própria para cultura e com volume de recursos suficientes”, explica Getúlio Ferreira.

Para ele, o potencial de crescimento da seringueira no estado é ilimitado, tendo capacidade para ser um dos maiores produtores de borracha natural do país. Um grande impulso para a cultura no estado é sua aprovação como opção de recomposição de reserva legal para as propriedades que ainda não têm reserva. “Estima-se que cerca de 70% das propriedades do estado não possuem reserva legal”, diz.

Além disso, a seringueira é uma cultura de alta longevidade. Atualmente um hectare de seringueira em produção gera um lucro líquido de R$ 3.500,00 por ano ao produtor, de acordo com a Polifer.


Fonte: Grupo Polifer/Natural Comunicação



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (8)


mauricio perez andrade disse:

27/10/2017 às 18:02

boa tarde
sou produtor rural na regiao de santopolis do aguapei SP e temho interesse em realizar o plantio de seringueira na propriedade

gostaria de saber qual o custo medio para implantacao e conducao do seringal ate o setimo ano atraves de prestacao de servicos

desde ja agradeco e compreesao e aguardo retorno.

Att

Maurico
18 - 99749/ 9710

Josenildo Antonio da Silva disse:

03/05/2013 às 22:30

gostaria de saber qual o custo de produzir 100 mil mudas de seringueiras

João Gilberto Corsato disse:

11/01/2013 às 08:41

Temos interesse em cultivar seringa na região de Itaquirai Ms, estamos cru na ideia e precisamos se possivel de orientação; temos terra e boa vontade, precisamos de ajuda, contamos com os senhores.

gilmar disse:

16/12/2012 às 01:36

gostei das informaçoes quero fazer 50ha qual sera o custo com irrigaçao por gotejamento ok muito obrigado

fausto disse:

20/12/2011 às 15:17

ola. gostari de ter uma noçao do custo de inplantaçao da irrigaçao por gotejamento por hectare. e como funciona o gotejamento mais usado na heveicultura.

Ricardo Francisco Conceicao disse:

22/11/2011 às 21:36

Olá. Gostaria de saber onde posso comprar equipamentos para montar um sistema de irrigação em minhas seringueiras recém plantadas. Quero via gotejamento de 2,5m a 2,5m. Voces teriam um projeto pra me passarem por e-mail. Ficaria eternamente grato. Obrigado.

Ricardo disse:

23/10/2011 às 21:01

Olá. Estou preparando um plantio de 50 hectares de seringueiras. Tenho interesse em fazer irrigação por gotejamento. Poderiam me instruirem sobre qual produto utilizar, como filtros, mangueiras, emissores etc?? Quais os custos? Onde encontro os devidos produtos para comprar?
Desde já agradeço.
Até breve.

Claudineia Saturnino de Souza disse:

24/01/2011 às 16:22

Informações sobre a plantação da seringuera Eu tenho 4 alqueiros no municipio de Paranaiba MS 26km de asfalto e 8km de terra, direção Casssilandia conhecido como ponte da ariranha. Os meus 4 alqueiros esta sem nada ,gostaria de plantar a seringueira queria mais informações o q devo fazer p conseguir uma firma de responsabilidade q possa fazer esta plantação p mim e quais sao os custos. agradeço desde já

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


10728 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey