Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/04/2013

Empresários criam Associação Brasileira de Produtores de Mudas Florestais

A aprovação do estatuto ocorrerá durante o Simpósio de Eucalipto 2013 da Sociedade de Investigações Florestais (SIF), que será realizado no dia 22 de maio, em Belo Horizonte

Foto: Painel Florestal

Um ano de organização para o setor florestal. Desta vez, a iniciativa partiu de empresários donos de viveiros, que criaram a Associação Brasileira de Produtores de Mudas Florestais, cuja oficialização se dará durante a realização do Simpósio Eucalipto 2013, em Belo Horizonte, entre os dias 22 e 24 de maio, no Minascentro.

Para a empresária Maria Luiza Sartório, que faz parte do conselho fiscal da nova associação e representa as empresas Esteio Produção de Mudas de Eucalipto Tratado e Viveiros Tocantins, a opção pela aprovação durante o Simpósio Eucalipto 2013 será muito importante por se tratar de um grande evento promovido pela Sociedade de Investigações Florestais (SIF). “O setor está crescendo e necessita de mais organização”, acrescentou Maria Luiza Sartório.

A Associação Brasileira de Produtores de Mudas Florestais nasce com empresas dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Tocantins, Maranhão e Espírito Santo. No entanto, Maria Luiza Sartório antecipou que há um grande número de empresas buscando associar-se. “O interesse no fortalecimento do setor é geral e, em pouco tempo, teremos empresas de todos os Estados brasileiros”, afirmou Sartório.

Em números, a associação está com 20 empresas, que, juntas, produzem 500 milhões de mudas de eucalipto clonados com melhoramentos genéticos, embora haja a produção de mudas de outras espécies, como seringueira, cacau e até café. A associação tem como principais objetivos iniciais a organização do setor, unificar os pleitos e fazer esta área produtiva crescer ainda mais no País. Hoje, quem fornece muda no setor florestal é o elo para a consolidação de diversas cadeias produtivas.

A associação será presidida pelo empresário Celso Trindade (Viveiros Tocantins e Viveiro Esteio). O primeiro vice-presidente será João Câncio de Andrade Araújo (Monte Zuma), o segundo vice-presidente é Nery Barbosa Fagundes (Tecnoplant), a diretoria financeira está nas mãos de Carlos Menezes (Ducampo), tendo como primeiro suplente Ricardo Vilela (Bela Vista) e, como assessor jurídico, o José Arnaldo (Plantar).


Fonte: Painel Florestal - Elias Luz



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

30/05/2020 às 09:00

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2114 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey