Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/08/2013

Produtores de eucalipto tentam amenizar prejuízos da neve

Além das árvores que caíram, preço da lenha deve diminuir devido à grande oferta de produto

Foto: Google

Depois de ter prejuízo com a neve, que quebrou milhares de eucaliptos entre os dias 22 e 23 de julho, os silvicultores agora enfrentam outros problemas: o excesso de oferta no mercado e a consequente queda do preço para a venda. 

Waldemiro Ferrari é um dos 320 produtores da cidade de Doutor Pedrinho, no interior do estado de Santa Catarina, que levará um bom tempo para esquecer os danos causados pelo acumulo de gelo nas árvores, que tinham entre quatro e seis anos de idade. Com o peso, os eucaliptos quebraram ao meio e danificaram os que estavam ao lado, como um efeito dominó, onde tudo o que está por perto cai. 

No terreno da família Ferrari, o trabalho da semana foi direcionado à retirada dos troncos dos 40 mil pés danificados que, diferente de outras espécies, não produzirão broto. A lenha será comercializada em empresas da região. "Foi bonito de ver, mas é triste o prejuízo que ficou", relata. 

O silvicultor alerta que o problema não é somente a quebra: a grande oferta da madeira já fez com que o preço diminuísse até R$ 10 o metro estéreo. Além disso, falta mão de obra para a retirada das toras, já que a mecanizada custaria mais que o valor de venda. 

O prejuízo em Doutor Pedrinho está calculado em torno de R$ 15 milhões. Dos 5 mil hectares de eucalipto plantados, 1 mil quebraram. 

Secretário de Agricultura do município, Alicio Giacomozzi acredita que o efeito do prejuízo deve ser sentido a longo prazo, já que as árvores seriam comercializadas daqui aproximadamente 10 anos: "Não sei se pode vir a faltar madeira, mas na questão da economia, vai ficar difícil. Os produtores não vão ter o dinheiro que tinham programado para receber lá na frente", falou.

A cidade decretou estado de emergência, para ajudar os cerca de 100 silvicultores com empréstimo bancário. Em conversa com moradores, somente em 1950 havia registro de neve em Doutor Pedrinho. 

Engenheiro florestal da Pöyry, empresa paranaense que presta consultoria para o setor, Fernando Geraldi afirma que, embora não haja um levantamento atualizado dos danos nacionais depois da neve, é possível que a perda influencie na oferta do mercado local daqui a alguns anos. Estocar esta madeira que precisou ser recolhida também não é uma opção viável, já que em locais úmidos o tempo de armazenamento deve ser menor que um ano. 


Fonte: Celulose Online



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (3)


Equipe CI Florestas disse:

15/08/2013 às 15:01

Agradecemos as sugestões.
Att.
Equipe do CI florestas

Jorge Abdo Neto disse:

09/08/2013 às 12:38

Bao tarde .
Porque que em cotações de Madeira em pé ,no triângulo mineiro ,não está atualizado os preços?.
Por exemplo : Madeira em pé abaixo de 15 cm tem cotação só de dezembro de 2012.
Se puderem aguardo uma resposta.
Obrigado.

diego farias caldeira disse:

07/08/2013 às 14:28


Brasileiro, 23 anos, solteiro
CPF (BRA) 063.143.835-10
rua do jinipapo centro
45840-000 Guaratinga, Bahia - Brasil
(073)8175-6345
diegopop_21@hotmail.com
Objetivo
auxiliar tecnico de produção.
Formação
? Escolaridade
Ensino Fundamental (1o. Grau) completo.

? Formação escolar fundamental (1o grau) e média (2o grau)
informatica basico, secretaria de educação de guaratinga (julho/2006) - concluída.

? Curso técnico ? Médio (2o grau)
soldagem é montagem, Edubrass (julho/2010) - concluída.
Histórico profissional
? siplan - de abril/2008 a janeiro/2009
(Empresa de grande porte no segmento construção civil)
serralheiro é montagem
Foi muito bom trabalho nesta empresa que mim forneceu varias fusonis de trabalho com montagem.

Último salário
R$ 1200,00 em agosto/2008.
Outros objetivos
? Pretensão salarial: Faixa de R$ Acobina
?

? Região de trabalho
Preferência pela região de Guaratinga/BA/BR, ou cidades em um raio de até 75 km.
Aceita considerar propostas de outras regiões.
Aceita viajar pela empresa.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2222 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey