Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


08/06/2009

Embrapa Florestas Quer Aumentar Percentual de Biomassa na Matriz Energética Brasileira

No Brasil, 31,5% de toda a energia produzida são provenientes de biomassa, seja ela florestal ou gerada pela cana-de-açúcar. Nesse contexto, o desafio dos pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Florestas é elevar esse percentual. É o que defende o presidente do 1º Congresso Brasileiro de Florestas Energéticas e pesquisador, Antonio Francisco Bellote.

Embrapa Floresta

No Brasil, 31,5% de toda a energia produzida são provenientes de biomassa, seja ela florestal ou gerada pela cana-de-açúcar. Nesse contexto, o desafio dos pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Florestas é elevar esse percentual. É o que defende o presidente do 1º Congresso Brasileiro de Florestas Energéticas e pesquisador, Antonio Francisco Bellote.

O país ocupa a terceira posição na lista dos maiores consumidores de biomassa para a produção de energia, depois da China e da Índia. O pesquisador da Embrapa Florestas afirma que os 20 países mais ricos do mundo produzem apenas 6,7% de biomassa em sua matriz energética. “Se considerarmos o mundo todo, temos um valor em torno de 11,7%. E o Brasil tem 31,5%. É uma diferença bastante expressiva.”

O Congresso Brasileiro de Florestas Energéticas ocorreu na última semana em Belo Horizonte, em parceria com o governo de Minas Gerais.

Os pesquisadores da Embrapa Florestas desenvolvem o projeto Florestas Energéticas na Matriz de Agroenergia Brasileira, do qual participam 130 pesquisadores de mais de 70 instituições. O objetivo é desenvolver alternativas ao uso de fontes energéticas tradicionais não renováveis, com a biomassa de plantações florestais, de modo a contribuir para a expansão da matriz energética de forma sustentável.

“São energias renováveis, que nós chamamos de energia limpa, em substituição ou, pelo menos, com a meta de diminuir o uso de energias de fontes não renováveis, como as originárias do carvão mineral, do petróleo”, explica Bellote.

Além de aumentar a produção de matéria-prima, a Embrapa Florestas procura fazer com que os processos de carbonização atualmente usados no Brasil sejam mais limpos e gerem menos resíduos. Os pesquisadores atuam também no desenvolvimento de novas tecnologias, entre as quais a produção de etanol da madeira, o bio-óleo, que são produtos de alto valor agregado, conhecidos como energia de segunda geração.

O quarto desafio do projeto é fazer com que a cadeia produtiva seja sustentável do ponto de vista econômico e social e ambientalmente adequada.

As florestas energéticas são definidas como produtoras de energias renováveis. “O balanço de carbono nelas é nulo. Eu produzo uma biomassa e quando a queimo, faço uma emissão de carbono. Mas, para queimar de novo, eu tenho que seqüestrar esse carbono através da formação de uma nova floresta. Então, nós temos um ciclo.”

O congresso serviu para discutir não só a evolução das tecnologias, mas também a melhoria dos processos de produção, o aumento do rendimento e a produção cada vez mais forte de energia no país, com uso de biomassa.


Fonte: Agência Brasil.



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

03/03/2021 às 15:55

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2399 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey