Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


06/11/2013

Brasil terá informações atualizadas sobre emissão de gases do efeito estufa

Google

Na próxima quinta-feira (7), o Observatório do Clima (OC) – rede de ONGs e movimentos sociais brasileiros que atuam na agenda de mudanças climáticas no país – lançará o Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), com dados a partir de 1990 e que informará anualmente quanto o país emitiu a partir de 2012. 

O governo brasileiro já publicou dois inventários oficiais de emissão de Gases do Efeito Estufa (GEEs): em 2004, com dados de 1990 a 1994; e em 2010, com dados de 1990 a 2005. Em junho deste ano, foram divulgadas as estimativas oficiais para 2010.

O SEEG tem como objetivo apresentar as emissões anuais brasileiras de GEEs – metano e gás carbônico, entre outros – para o ano imediatamente anterior ao da publicação dos dados. Neste ano, por exemplo, serão apresentados os números referentes a 2012. 

Segundo o coordenador do Observatório do Clima e coordenador de estratégias de conservação da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, André Ferretti, a implementação do SEEG é de extrema importância. “Implantar um sistema de monitoramento anual é o primeiro passo para avaliarmos o status das emissões de GEEs no Brasil. É preciso conhecer onde avançamos e onde precisamos de ações mais urgentes para ajudar a definir melhor as políticas públicas com relação às mudanças climáticas”, explica. 

Durante o seminário serão debatidas a trajetória de emissões de GEEs no Brasil de 1990 a 2012, além das perspectivas para os próximos anos. Haverá uma mesa-redonda para cada um dos setores produtivos que foram contemplados no documento. Os dados confirmam que o país reduziu o desmatamento na Amazônia, o que contribui para a queda de emissões de GEEs, mas alertam para um novo perfil emissor, semelhante ao de países desenvolvidos, que o Brasil pode estar assumindo. 

Em novembro deste ano, os dados serão conhecidos internacionalmente. O SEEG será apresentado na 19ª Conferência das Partes (COP 19) da Convenção-Quadro da Organização das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, na Polônia. 

O seminário será realizado das 8h30 às 18h00, no auditório da FGV Berrini (Avenida das Nações Unidas, 12.495, Anexo 1 – São Paulo/SP). Inscrições: gratuitas pelo site.


Fonte: CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

31/05/2020 às 19:35

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1392 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey