Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/09/2008

Aproveitamento sustentável de recursos da floresta

Recurso natural abundante em áreas florestais, as árvores são vistas como o principal elemento para exploração econômica na região amazônica

Recurso natural abundante em áreas florestais, as árvores são vistas como o principal elemento para exploração econômica na região amazônica, sobretudo por meio da derrubada para extração de madeira. No entanto, essa não é a única opção para quem tira da floresta seu sustento. Os recursos ou produtos florestais não madeireiros - PFNM estão entre os diversos bens e serviços da floresta amazônica que vêm sendo extraídos, eliminados ou substituídos no processo de desmatamento. Entre eles estão as plantas medicinais, extratos, frutas, sementes, cipós, cortiças, fibras, resinas, taninos, óleos, e outros de uma lista quase interminável. Os estudos de manejo vêm sendo acompanhados em áreas de parcelas permanentes em diferentes locais no Estado de Rondônia. Espera-se com isso propor estratégias de manejo e uso dos recursos florestais não-madeireiros de maneira integrada, facilitando a proposição de políticas públicas para o uso sustentável dos recursos naturais amazônicos.

A pesquisadora da Embrapa Rondônia (Porto Velho/RO) Michelliny Bentes-Gama desenvolve trabalhos relacionados à exploração de produtos florestais não madeiráveis, alternativa que permite obtenção de lucro aliada à preservação ambiental. Uma das principais características é que nos últimos cinco anos esses recursos florestais vêm sendo amplamente utilizados, tanto nas indústrias farmacêutica e cosmética, como em vários processos artesanais, e nesse último caso favorecendo a diversificação da renda em comunidades extrativistas e agrícolas da Amazônia. A pesquisa com espécies não madeireiras atende de maneira direta a necessidade de fornecer subsídios ecológicos sobre as espécies e melhorias dos processos de manejo das espécies, frente ao sistema atual, que não apresenta maior controle por parte da legislação ambiental. Os estudos ecológicos vêm apoiando o aumento do conhecimento sobre os principais locais de ocorrência natural das espécies e seu comportamento biológico, para se saber a melhor época para coletas, cortes, e outros processos ligados ao manejo das espécies.

Por ser uma região rica e bastante densa, encontramos na vasta redondeza amazônica grandes estoques de madeira, mas também de borracha, castanha, peixes, minérios e plantas. Entre os produtos não madeiráveis que podem ser explorados de forma sustentável em áreas florestais estão sementes, frutos, resinas,  cipós e fibras, produtos não madeiráveis que podem ser destinados a diferentes fins, como confecção de artesanatos, por exemplo.

A Rede Kamukaia, liderada pela Embrapa Acre, que envolve diferentes unidades da Embrapa da Região Norte, desenvolve pesquisas com a finalidade de selecionar espécies florestais que podem fornecer recursos não madeiráveis para exploração econômica. “As espécies foram selecionadas de acordo com a ocorrência natural  nos diferentes estados da região norte. Em Rondônia, nosso foco de estudo está concentrado basicamente sobre as espécies copaíba, castanha-do-brasil, cipó titica e babaçu”, explica  Michelliny. Os estudos de manejo vêm sendo acompanhados em áreas de parcelas permanentes em diferentes locais no estado de Rondônia. Espera-se, com este trabalho, propor estratégias de manejo e uso dos recursos florestais não-madeireiros de maneira integrada, facilitando a proposição de políticas públicas para o uso sustentável dos recursos naturais amazônicos, e assim aprender a valorizar produtos e serviços da floresta.

Com a preocupação de auxiliar os produtores no trabalho de preservação da floresta, a pesquisadora chama a atenção para a importância dos aceiros no combate à ocorrência de incêndios.


Fonte: Embrapa Rondônia



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/08/2019 às 10:46

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1043 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey