Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Avanço e Pesquisa>>Avaliação do desempenho e de custos de um harvester em floresta de eucalipto de baixa produtividade

Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


18/06/2013

Avaliação do desempenho e de custos de um harvester em floresta de eucalipto de baixa produtividade

Dissertação de Mestrado defendida no Departamento de Engenharia Florestal da UFV pelo Engenheiro Florestal Eduardo Moreira da Costa abordando o estudo de máquina tipo harvester em florestas de baixa produtividade

Harvester em operação de corte e processamento. FONTE: Dissertação
Devido à falta de mão de obra no meio rural, a colheita de florestas de baixa produtividade vem sofrendo processo de mecanização total, necessitando de constantes pesquisas e estudos para se entender o comportamento das máquinas nestas condições. Nesse contexto, o trabalho avaliou o desempenho e os custos de um harvester, em floresta de eucalipto de baixa produtividade. Foi realizado um acompanhamento diário da máquina durante os meses de agosto, setembro e outubro do ano de 2011. Paralelamente a isto, realizou-se um estudo de movimento e de tempos, para se conhecer o percentual de tempo consumido por cada elemento do ciclo operacional, obedecendo a um número mínimo de amostragem. Os resultados demonstraram que a etapa que mais consumiu tempo foi a de processamento, seguida pelo deslocamento, pelo abate e pelas paradas. A produtividade média foi de 7,92 m³sc h-1, com um volume individual médio de 0,125 m³sc arv.-1, com uma eficiência operacional média de 57 %. A baixa eficiência operacional apresentada pela máquina é resultado da baixa disponibilidade mecânica, devido ao elevado tempo de permanência em manutenção. O custo da hora efetivamente trabalhada da máquina foi de US$ 130,74 e o custo de produção foi de US$ 16,55 m-3. O custo de produção se mostrou bastante sensível às pequenas mudanças de produtividade. Os custos variáveis representam 69 % deste do total, seguido dos custos fixos (18 %), dos custos de administração (9 %) e de mão de obra (4 %). Os custos com manutenção e reparos, com combustível e depreciação, foram os itens de maior relevância do total. A eficiência operacional comportou-se de modo análogo às outras componentes. Após a análise de sensibilidade de maneira integrada e baseada nos resultados obtidos, em uma situação simulada, na qual a empresa consiga uma economia real de 10 % em cada um destes itens e ao mesmo tempo, eleve a eficiência operacional em 10 %, implicaria em uma redução de 8,9 % o custo total da hora efetivamente trabalhada que representaria uma economia de US$ 11,60 h-1.

Orientador: Carlos Cardoso Machado
Coorientadores: Elizabeth Neire da Silva Oliveira de Paula e Amaury Paulo de Souza
Membros da banca: Elton da Silva Leite


Para acesso à dissertação completa, acessar o link: http://www.tede.ufv.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=4740




Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

15/12/2018 às 07:54

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3154 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey