Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>"Cascas de eucalipto podem gerar etanol para carros", garantem especialistas

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


07/03/2013

"Cascas de eucalipto podem gerar etanol para carros", garantem especialistas

Informações projetadas para o futuro são baseadas em estudos, tese de doutorado e opinião de especialista.

07/03/2013 - Depois de estudos que resultaram em etanol proveniente do milho, da beterraba, da mandioca e, tradicionalmente, da cana de açúcar, estudantes do segundo período do curso de engenharia de energia da PUC de Minas extraíram combustível de cascas do eucalipto. Eles acreditam que esse procedimento será adotado em larga escala no país.

A mesma ideia também foi defendida pelo pesquisador Juliano Bragatto, autor de uma tese de doutorado desenvolvida na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), em novembro de 2011. No trabalho, ele mostrou que uma tonelada de açúcar cana produz cerca de 80 litros de etanol, enquanto uma tonelada de casca fresca de eucalipto produz 106, ou seja, no mínimo 20% a mais. 

O pesquisador ainda fez um balanço final apontando que a casca fresca de eucalipto teria uma vantagem de cerca de 6% sobre a cana. Na concepção de Bragatto, a casca de eucalipto logo começará a ser aproveitada pela indústria de celulose para a produção de etanol e também, para produzir o bioplástico. 

Um pouco menos confiante está o especialista e criador do Eucalyptus Online Book & Newsletter e Pinus Letter, Celso Foelkel. Ele afirma que o processo poderá ter bons resultados, mas em um longo prazo.“Não acredito que isso se viabilize em curto prazo, pelo menos para o etanol de primeira geração. Já o de segunda geração, só terá chances se a degradação dos carboidratos de cadeia longa vier a ocorrer via hidrólise ácida. Ainda assim, temos fatores dificultadores na casca como extrativos, cinzas, lignina”, comenta. 

Em meio há preocupações com combustíveis fósseis e aumentos sucessivos nos valores do litro do etanol, os estudos e aplicações sobre o tema não deixam de ser uma alternativa. Por isso, a expectativa, tanto para os consumidores - que reclamam dos valores abusivos quanto para o especialista do setor, é a melhor possível. “A ciência consegue resolver mistérios. E novas rotas estão sempre sendo criadas. Espero que isso [a produção de etanol proveniente das cascas de eucalipto] seja conseguido pelo pessoal da PUC Minas Gerais”, finaliza Celso Foelkel.

 


Fonte: CeluloseOnline com informações do portal Florestal e do site da USP



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/10/2019 às 17:51

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1380 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey