Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


24/08/2011

Economia verde tem conceito elástico e serve para todos os fins

O Brasil é anfitrião e se esforça para que a Rio+20 brilhe. Não é tarefa fácil.

 Até pouco tempo atrás a Rio+20 era uma conferência da ONU à procura de um objetivo. Os países ricos não aceitavam a ideia de fazer um balanço do que foi feito nos últimos 20 anos, desde a Eco 92, no Rio - progressos na transferência de recursos financeiros e transferência tecnológica, se ocorreram, foram pífios. A discussão ambiental pura não interessa ao mundo em desenvolvimento, que quer relacionar seu crescimento com a redução da pobreza. Para não ficar à deriva acordou-se pela pauta da economia verde, que tem conceito elástico e pode servir a todos.

 O Brasil é anfitrião e se esforça para que a Rio+20 brilhe. Não é tarefa fácil, considerando-se que a conferência-mãe, a Eco 92 (também conhecida por Cúpula da Terra) foi sucesso de público e crítica. Todos os líderes estrangeiros que importavam estiveram presentes. O evento produziu duas convenções fundamentais, a do Clima e a da Biodiversidade, e foi a gênese para a Convenção sobre Desertificação. Também resultou na Agenda 21 e na Declaração sobre Florestas. A convenção do Clima geraria, anos depois, um filhote famoso, o Protocolo de Kyoto. Difícil competir com todo este prestígio.
 
Até porque o momento, agora, também é difícil, com o pano de fundo da crise financeira mundial. Um dos convidados mais aguardados, o presidente Barack Obama, estará em plena campanha eleitoral e dificilmente virá. Os outros líderes tendem a olhar em volta antes de confirmar presença. Além disso, em 2012 também acontece o encontro internacional da conferência do clima e mais o da biodiversidade, na Índia. É muito evento internacional para um mundo que não tem dado muita bola para a pauta ambiental.
 
Mas para não deixar a Rio+20 esvaziada, o Brasil bate justamente na tecla que a Eco 92 consagrou, a definição clássica do desenvolvimento sustentável onde o desenvolvimento é socialmente inclusivo, ambientalmente adequado e economicamente viável. "Não é só desenvolvimento econômico, não é só conservação ambiental, não é só proteção social, mas é a mistura das três coisas", diz Fernando Lyrio, assessor extraordinário para a Rio+20 do Ministério do Meio Ambiente. A Comissão Nacional criada por decreto pela presidente Dilma Rousseff reflete isso - estão lá todos os ministérios, representados pelos titulares das pastas, e mais representantes dos diversos setores da sociedade, de empresários a grupos indígenas.
 
Nenhum país do mundo quer que uma conferência internacional em seu território seja fraca. Para esticar a agenda - que as Nações Unidas reduziram a três dias contra os 15 da Eco 92 - o Brasil imaginou algo subversivo aos padrões da ONU - os tais oito painéis sobre água, energia e o que mais for. Também se esforça para fazer com que todos os atores que não são governo, mas influenciam o mundo hoje, sejam ouvidos decentemente no processo multilateral. "Ou fazemos isso, ou o que se discutir no mundo multilateral acaba sendo letra morta. Porque o mundo real está acontecendo de outra maneira", lembra Lyrio.
 


Fonte: Valor Econômico



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

25/05/2020 às 10:40

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1923 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey