Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/05/2011

Fibria pode vender Projeto Losango para reduzir dívida

A Fibria está estudando a venda de dois ativos considerados não-estratégicos e já tem propostas de interessados, com o objetivo de reduzir ainda mais seu endividamento.

A Fibria está estudando a venda de dois ativos considerados não-estratégicos e já tem propostas de interessados, com o objetivo de reduzir ainda mais seu endividamento.

Além da unidade de Piracicaba (SP), a companhia estuda a venda dos ativos florestais do Projeto Losango (RS), cujos recursos seriam utilizados para construção de uma unidade de 1,5 milhão de toneladas no Estado, afirmou o diretor de Operações Florestais, Suprimentos, Papel e Estratégia da Fibria, Marcelo Castelli.

O executivo substituirá, a partir de 1o de julho, Carlos Aguiar na presidência da companhia.

"Eles (os dois ativos) estão sendo testados no mercado para verificar a valorização dos mesmos", disse Castelli a jornalistas nesta segunda-feira, em teleconferência sobre os resultados do primeiro trimestre.

"Estamos tentando verificar se (o projeto) Losango tem atratividade para outros usos, como energia e cavaco para exportação", completou. Castelli não respondeu se produtores de celulose também estariam interessados no ativo.

O Projeto Losango pertencia anteriormente à VCP, que adquiriu a Aracruz em 2009, criando a Fibria. Com a alta dívida da nova companhia por conta das perdas com derivativos da Aracruz, em 2008, o projeto foi deixado de lado e o foco de expansão passou a ser a segunda linha de Três Lagoas (MS).

Já a unidade de Piracicaba produz 160 mil toneladas anuais de papéis térmicos, autocopiativos e couché. "A Fibria tem foco em celulose de mercado, então (a empresa) já vem desinvestindo progressivamente no negócio de papel sem, no entanto, queimar o valor... Temos demonstrado que, ao vendê-lo, não estamos depreciando o patrimônio", disse o futuro presidente.

No fim de 2010, a Fibria vendeu sua fatia no Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel) por 1,45 bilhão de reais, além da distribuidora de papéis KSR, por 50 milhões de reais, para a Suzano, que já detinha a outra metade da Conpacel.

Com a venda desses ativos, a Fibria reduziu sua relação entre dívida líquida e Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 5,6 vezes no final do primeiro trimestre do ano passado para 2,9 vezes.

A dívida bruta foi reduzida em 24 por cento, chegando a 10,2 bilhões de reais ao final de março deste ano. Já a dívida líquida caiu 27 por cento, para 7,96 bilhões de reais.

"Hoje temos a perspectiva de que o uso dos recursos de algum desinvestimento prioritariamente vai ser alocado para redução do nosso endividamento", afirmou o diretor financeiro da Fibria, João Elek.

Segundo ele, a companhia possui "muita disciplina" para voltar a atingir o patamar de Grau de Investimento, por meio de melhores eficiência operacional e perfil de endividamento.

Aracruz e VCP perderam seus respectivos graus de investimento durante a crise financeira mundial e com a divulgação das perdas da Aracruz com derivativos.


Fonte: Exame.com



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

24/06/2019 às 15:33

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2876 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey