Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


11/11/2010

GESTÃO DE DESIGN - PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS

SENAI produz manual sobre Gestão de Design tendo em vista a produção de móveis para as classes C. D e E.

 Atualmente, as indústrias de móveis e estofados que produzem para as classes C, D e E, desenvolvem produtos com características similares aos móveis destinados a uma classe A e B. Porém, com alguns diferenciais como preço, materiais e acessórios.

Conforme Coutinho (2001), estas empresas apresentam produtos de desenhos retos sem muitos detalhes, sem desenhos diferenciados, que são distribuídos por meio de redes atacadistas e lojas multimarcas. Destacando-se primeiro pelo preço e não pela marca, sendo este o principal fator que explica o sucesso na comercialização.
 
Desta forma, segundo Dualibi e Borsato (2008), as classes C e D/E, que representam respectivamente 46% e 39% da população brasileira, adquirem produtos com preços acessíveis e design similar aos móveis das classes A e B. Isso contribui para as estas empresas desenvolverem aptidão em realizar cópias, adaptações e a unificação de diversos modelos em um único novo modelo tendo como fonte de inspiração revistas e catálogos estrangeiros. Sendo assim, acaba por justificar que o design gera um alto custo em investimentos, e que a inserção do design na indústria de móveis tem sido parte do papel das grandes empresas.
 
Porém, este processo de gestão baseada na cópia apresenta dificuldades em seu processo produtivo, como:
a) Falta de padronização nos produtos;
b) Falta de documentação técnica;
c) Falta de qualidade no produto final;
d) Falta de normatização;
e) Deficiência na comunicação interna dos funcionários;
f) Cálculo do custo de produto sem parâmetros corretos;
g) Embalagens não apropriadas;
h) Restrições de vendas no mercado externo.
 
Consequentemente, produzem móveis e estofados com baixa qualidade e produtividade, gerando prejuízos financeiros para a empresa, desmotivação dos funcionários, aumento de reclamações dos clientes, entre outros.
 
Diante deste cenário, este artigo visa apresentar o uso da GESTÃO DO DESIGN, como metodologia de desenvolvimento de produtos. O objetivo do artigo é apenas difundir as informações da Gestão do Design como meio de utilização pelas indústrias no desenvolvimento de seus produtos, sendo necessário um trabalho mais aprofundado na implantação e no desenvolvimento por parte do leitor.
 
A metodologia apresentada neste artigo não está totalmente estruturada para que o leitor utilize-a em sua indústria, porém convém citar que há consultores e empresas especializadas nesta área que poderão auxiliar o empresário no desenvolvimento, treinamento e implantação da metodologia em sua empresa.


Fonte: SENAI



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

21/10/2019 às 11:57

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


2660 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey