Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>Granbio pretende investir 4 bilhões no setor de biocombustíveis até 2020

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


26/02/2014

Granbio pretende investir 4 bilhões no setor de biocombustíveis até 2020

Tudo indica que até o fim de março, uma usina de etanol comece a funcionar em São Miguel dos Campos, no interior do Alagoas.

Para efetuar a ação da nova planta no setor, a Granbio deve investir  350 milhões de reais. O aporte é uma parte dos R$ 4 bilhões que a empresa já anunciou que pretende investir no setor de biocombustíveis até 2020. Entre os investimentos está a abertura de uma nova indústria por ano nos próximos 10 anos. Todas serão usinas de etanol e o local delas ainda não foi divulgado.

A Granbio foi criada em 2011 por Bernardo Gradin, membro da família que está em disputa judicial com o clã Odebrecht por sua participação de 20% na empresa dos agora rivais. 

Depois de sair da presidência da Braskem, em 2010, o empresário decidiu criar uma empresa focada em biotecnologia, principalmente em alternativas para o petróleo, e promete revolucionar o setor.

A usina de Alagoas, de nome Bioflex Agroindustrial, será a primeira do Brasil a produzir o chamado etanol 2G, de segunda geração, e tem capacidade para entregar 82 milhões de litros ao ano.

Anova usina tem uma meta alta. A intenção do grupo é produzir 1 bilhão de litros ao ano até 2020. Segundo analistas de mercado, quando a usina estiver operando com 100% da sua capacidade, a previsão é que o seu faturamento chegue a R$ 120 milhões por ano.

Mais produtiva

O etanol 2G é produzido através da celulose não só da cana, mas também de seu bagaço e da palha, que seriam descartados num processo normal. Até a cana utilizada é diferente: a chamada cana-energia é três vezes mais produtiva que a convencional e pode ser plantada em áreas degradadas.

A Granbio também investiu em infraestrutura e em equipe para efetuar a operação. A empresa já montou um laboratório em Campinas para um time de PhDs investigar enzimas e leveduras que facilitariam o processo de transformação da celulose em etanol, como afirmou a revista Exame em novembro de 2013.

Como resultado, estima-se que o etanol produzido pela empresa será até 30% mais barato do que o normal. Em uma época em que os subsídios para produção do álcool foram diminuídos e o preço do combustível só cresceu, o início da produção da Granbio pode movimentar o setor, mas ainda não será suficiente para reaquecê-lo.

“Todo negócio passa por um processo de adaptação, de ajuste de logística, e o volume de produção dessa usina ainda não é tão grande. É cedo para falar em mudanças estruturais”, diz Pedro Galdi, analista do fundo de investimentos SLW.


Fonte: Exame/Adaptado por CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

17/10/2019 às 23:35

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1847 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey