Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


16/06/2015

Greenpeace divulga fotos de mais um caso de 'lavagem' de madeira

Desde o ano passado a organização tem revelado fraudes nos planos de manejo.

O misterioso caso da plantação de Ipê. Assim é o título do texto-denúncia do Greenpeace, que sobrevoou a região paraense expondo mais um caso de fraude em plano de manejo para “lavar” origem suja de madeira. Confira abaixo o relato da organização ambiental:

O ipê é uma das espécies mais valiosas da Amazônia. Normalmente, é possível encontrar uma árvore de ipê a cada 3-5 hectares (ou 3-5 campos de futebol). No entanto, um plano de manejo do Pará apresentou um inventário florestal em que os ipês nascem aos borbotões, com um volume 1300% maior do que a média encontrada para a espécie.

A Agropecuária Santa Efigênia, situada no município de Uruará-PA, superestimou a presença de ipê no inventário florestal da área. O objetivo seria o de gerar créditos excedentes para esquentar madeira ilegal.

De acordo com um parecer técnico da Universidade de São Paulo, que analisou o inventário do plano, o número de indivíduos de ipê encontrados na área licenciada foi de 1,01 árvore por hectare, e, em relação ao volume, o valor foi de 5,75 m³/hectare. A literatura científica aponta, no entanto, que a densidade média de indivíduos desta espécie na Amazônia fica entre 0,2 e 0,4 árvore por hectare, e, em termos de volume, esse valor dificilmente supera 0,4 m³/hectare, valores bem mais baixos que o inventariado no plano.

Em 2014, uma autorização de exploração florestal (Autef) emitida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PA) para a Santa Efigênia, aprovou a exploração de cerca de 12 mil metros cúbicos de ipê, o equivalente a cerca de 600 caminhões de madeira.

Os créditos excedentes são utilizados para legalizar madeira extraída de áreas sem autorização, como terras indígenas e unidades de conservação, ou podem ser vendidos para as serrarias da região que utilizam esses créditos com a mesma finalidade. Nos dois casos, é crime ambiental previsto em lei.

“O governo brasileiro precisa revisar urgentemente todos os planos de manejo aprovados desde 2006 para tirar de circulação créditos fraudados. Este é o primeiro passo para uma reforma robusta no sistema de controle de madeira”, diz Marina Lacôrte, da campanha da Amazônia do Greenpeace.

Desde o ano passado a organização tem revelado fraudes como a do plano de manejo Santa Efigênia. Em outubro, uma investigação que contou com a utilização de rastreadores por GPS monitorou rotas de caminhões transportando madeira de áreas sem autorização até as serrarias de cidades do oeste do Pará, como Santarém, Uruará e Placas. Uma dessas serrarias que receberam a madeira ilegal foi a Comercial de Madeiras Odani Ltda, que recebeu parte dos créditos justamente do plano de manejo da Agropecuária Santa Efigênia.

A denúncia do Greenpeace levou a Semas-PA a realizar uma fiscalização no plano de manejo que confirmou as irregularidades na área. Na ocasião, a equipe não apenas concluiu que houve fraude no inventário florestal – especialmente para o ipê – como também recomendou a suspensão do plano e autuou a empresa.

Confira as imagens registradas pelo Greenpeace:

Fotos: Greenpeace/Divulgação

Saiba mais sobre esse caso aqui


Fonte: Ciclo Vivo



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/11/2019 às 19:37

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1551 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey