Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


25/05/2010

MS Cresce 176% no Ano em Produtos Industrializados e inclui Papel e Celulose

O volume de exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a abril deste ano com relação ao mesmo período do ano passado cresceu 176%, saltando de 1,9 milhão de toneladas para 706,9 mil toneladas, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

 O volume de exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a abril deste ano com relação ao mesmo período do ano passado cresceu 176%, saltando de 1,9 milhão de toneladas para 706,9 mil toneladas, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Já na comparação de abril deste ano com abril de 2009, o volume dobrou, aumentando de 219,4 mil toneladas para 438,5 mil toneladas.

Quanto à receita, as vendas externas de industrializados no mês de abri alcançaram US$ 134,5 milhões, o que representa crescimento nominal de 70,6% sobre igual mês de 2009, quando o valor foi de US$ 78,8 milhões. Já no acumulado do ano, as receitas obtidas alcançaram US$ 473,6 milhões, contra US$ 279 milhões em igual intervalo de 2009, crescimento nominal de 69,7%.

Em receita, igualmente aos meses anteriores, abril de 2010 mantém o mesmo comportamento, e também se consolida como o melhor resultado já obtido para o mês em toda a série histórica da exportação de industrializados em Mato Grosso do Sul. Adicionalmente, o resultado observado em abril, garantiu a terceira maior receita mensal de exportação de industrializados dos últimos 12 meses, ficando atrás somente de junho de 2009 e março de 2010 com valores de US$ 138 e US$ 150 milhões, respectivamente.

Com relação à participação relativa, no mês de abri as vendas externas de industrializados atingiram a marca de 51% de tudo o que foi exportado por Mato Grosso do Sul em relação à igual mês de 2009, ou sej, um resultado maior em 5 pontos percentuais. Já no acumulado do ano, na mesma comparação, constata-se que a participação passa a ser de 68,1%, indicando, deste modo, um crescimento de 8,8 pontos percentuais sobre o resultado obtido em igual período do ano anterior.

Desempenho geral

No ano, igualmente ao último levantamento, 11 dos 13 principais grupos de produtos industrializados exportados por Mato Grosso do Sul apresentaram crescimento em suas receitas, quando comparados com correspondente período do ano anterior. Os grupos “Carnes e Miudezas/Cortes, Peças e Carcaças – Complexo Frigorífico”, “Papel e Celulose, embalagens de papel ou papelão e demais artefatos de papel”, “Extrativo Mineral - Minerais Metálicos”, “Açúcar e Álcool”, “Couros e Peles”, “Alimentos e Bebidas”, Óleos vegetais bruto e refinado”, “Compensados de madeira, móveis de madeira e madeiras trabalhadas”, “Calçados e suas partes”, “Fiação, Têxtil, Confecção e Vestuário” e “Demais Produtos Semi-manufaturados ou Manufaturados”, registraram importantes evoluções em suas vendas externas.

O grupo “Carnes e Miudezas/Cortes, Peças e Carcaças – Complexo Frigorífico” apresentou um desempenho crescente sustentado, sobretudo, pela elevação ocorrida nas vendas de pedaços e miudezas congelados de galos e galinhas e carnes desossadas e congeladas de bovinos, que proporcionaram uma expansão, em receita, no comparativo com igual período de 2009, equivalente a 42,2% e 25,7%, respectivamente. Em valores, o ganho adicional somado, decorrente das expansões observadas foi da ordem de US$ 42,4 milhões, crescimento de 20% sobre o saldo observado no último levantamento.

No caso do grupo “Papel e celulose, embalagens de papel ou papelão e demais artefatos de papel” o destaque, naturalmente, continua por conta da pasta química de madeira semibranqueda (celulose) que foi incorporada à pauta de industrializados no final do primeiro quadrimestre do ano passado e que registrou, somente em 2010, uma receita de exportação equivalente a US$ 70,4 milhões ou 94% da receita total do grupo. Outro importante produto é o papel fibra 150g/m² que começou a ganhar destaque no final de 2009, e que neste ano até o mês de abril alcançou a marca de US$ 3,5 milhões ou 4,6% do total.

Já no grupo “Extrativo Mineral – Minerais Metálicos”, o valor alcançado, no ano, equivale a US$ 62,3 milhões. Reflexo, em maior medida, da retomada das exportações de Minérios de ferro em bruto, condição que vem se fortalecendo nos últimos meses, tanto que somente em abril as vendas do produto foram da ordem de US$ 12,1 milhões, totalizando, no ano, US$ 55,2 milhões ou 89% da receita total do grupo. Resultando num volume 3,7 vezes maior que o obtido em igual período do ano passado, com uma receita, na mesma comparação, superior em 2,2 vezes.


Fonte: MS Notícias citado por Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/09/2019 às 13:31

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1291 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey