Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Notícia>>MT é líder em desmatamento da Amazônia Legal em setembro

Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


20/10/2015

MT é líder em desmatamento da Amazônia Legal em setembro

Dos 229 km² desmatados do bioma, o estado foi responsável por 55%. O estado lidera também ranking do total desmatado em agosto e setembro.

Desmatamento e degradação florestal na Amazônia Legal em setembro de 2015 (Foto: Imazon/SAD)

Em setembro deste ano, Mato Grosso concentrou a maior parte (55%) do desmatamento na Amazônia Legal. Foi detectado um desmatamento de 229 km² em toda a Amazônia Legal, sendo que o estado desmatou 127 km². Os dados foram divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), a partir de registros feitos pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD).

O desmatamento total da Amazônia Legal no mês passado representou uma redução de 43% em relação a setembro de 2014, quando o desmatamento no bioma somou 402 km². O Imazon também divulgou dados de desmatamento do bioma no Pará (28%) e Rondônia (12%), com menor ocorrência no Amazonas (3%), Acre (1%) e Roraima (1%).

Foi possível monitorar 96% da área florestal na Amazônia Legal, enquanto que, em setembro de 2014, o monitoramento cobriu uma área menor (93%) do território.

Considerando os dois primeiros meses do calendário atual de desmatamento ?agosto a setembro de 2015?, Mato Grosso lidera o ranking com 38% do total desmatado no período. Em seguida aparece o Pará ?33%? e Amazonas ?12%?. Em termos relativos, houve aumento expressivo de 1.900% em Tocantins e 40% no Pará.

As florestas degradadas ? que são intensamente exploradas pela atividade madeireira e/ou queimadas - na Amazônia Legal somaram 697 km² em setembro de 2015. Em relação a setembro de 2014, houve um aumento de 12%, quando a degradação florestal somou 624 km². Desse total, a grande maioria (89%) ocorreu em Mato Grosso, seguido pelo Pará (10%) e Rondônia (1%).


Fonte: G1 MT - Amanda Sampaio



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/05/2018 às 12:09

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1041 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey