Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


26/09/2011

MT registra 52 mil focos sendo o maior número de incêndios no país

Mato Grosso registrou 52,5 mil focos de queimadas no período de 1º de janeiro a 21 de setembro de 2011, conforme o Centro Integrado de Monitoramento de Incêndios (Ciman), ligado a secretaria de Meio Ambiente (Sema-MT). O número representa uma redução de 70% em relação ao mesmo período do último ano, quando foram detectados 172 mil focos de incêndios no estado.

 De acordo com o Cimam, apesar da redução, Mato Grosso ainda lidera o ranking nacional de queimadas. O município de Nova Ubiratã, a 506 km de Cuiabá, é quem apresentou o maior número de incêndios nos nove meses do ano. O balanço apresentado pelo Cimam aponta que a cidade registrou 2.514 focos.

O segundo da lista é Marcelândia, a 712 km da capital, que teve 2.329 focos neste ano. Em terceiro lugar está a cidade Gaúcha do Norte, a 595 km de Cuiabá, com 2.050 registros de focos de queimadas.

Segundo o coordenador geral do Ciman, Coronel Júlio Cézar Rodrigues, cerca de 80% da equipe do Corpo de Bombeiros está atuando o combate e redução dos altos índices de queimadas no estado. Por outro lado, apontou algumas causas que contribuíram para a queda dos números. “Essa redução se deve as condições climáticas mais favoráveis, ao fortalecimento das fiscalizações por parte da Sema, as campanhas de conscientização”, pontuou ao G1 o coordenador.

O coronel disse ainda que os focos surgem principalmente de áreas rurais e acampamentos. “As áreas rurais é sempre algo preocupante devido a cultura do uso do fogo no cultivo”, ressaltou ao avaliar que os índices podem voltar a aumentar por conta da falta de chuva em diversas regiões. “Enquanto não houver a regularidade da chuva, corre o risco de aumentar este índice”.

Período proibitivo – O período proibitivo no estado este ano é de 1º de julho a 15 de outubro, considerado o mais longo da história. Diante dos altos índices de focos de queimada, o pedido de antecipação e ampliação foi feito pela secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso. 


Fonte: g1.globo.com



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

19/01/2020 às 18:07

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1493 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey