Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


07/12/2011

Natal sustentável

Um pinheirinho que ajuda quem põe a mão na terra

Programa da Prefeitura de São Paulo aproxima produtores de pinheirinhos, como Wanderley Amorim da Silva, dos consumidores - Foto: Nadiella Monteiro

O Natal está se aproximando e com ele os preparativos para a festa, que simboliza o nascimento de Jesus Cristo. Segundo a tradição cristã, o dia correto para começar a montar a árvore é 30 de novembro. A tradição ainda diz que os enfeites devem ser colocados aos poucos, no decorrer das quatro semanas que antecedem o dia 25 de dezembro.

E, se você não gosta das opções artificiais, os pinheirinhos naturais são uma ótima solução. A boa notícia é o programa “Natal Sustentável” da Prefeitura de São Paulo. Trata-se de uma ação de economia solidária que, por um lado, remunera justamente o produtor; por outro, oferece ao consumidor um produto a um preço justo. É uma via de mão dupla, em que ambas as partes ganham.

 

O “Natal Sustentável” está em sua terceira edição. A iniciativa surgiu em 2009, quando agrônomos do Departamento de Agricultura e Abastecimento da Prefeitura de São Paulo constataram que os agricultores ficavam apenas com o trabalho. “Eles passavam cinco anos cuidando de um pinheirinho até atingir 1,5 metro e depois vendiam por R$ 5 a um atravessador, que revendia por até R$ 60 a unidade”, diz Paulo Vinícius da Silva, engenheiro agrônomo da equipe de coordenação do “Natal Sustentável”.

Lia Goes de Moura, produtora de plantas ornamentais de Parelheiros, aderiu à iniciativa e aprovou. “Antes nós não sabíamos qual era o preço final do pinheiro”, diz.  No entanto, o projeto fez os agricultores descobrirem o quanto eram passados para trás. No Ceasa, o preço é o dobro e há lugares onde a margem de lucro é de 100% a 300%. “Isso é judiar muito do produtor, que luta para se manter na terra”, afirma Lia.

A maneira encontrada para ajudar quem realmente coloca a mão na terra foi o apoio à comercialização. A prefeitura cedeu aos agricultores espaços nos mercados municipais e sacolões para a venda direta ao consumidor. Além disso, nas primeiras edições, ajudou cedendo um caminhão para o transporte das plantas. “A ideia é que os produtores sejam cada vez mais independentes. Este ano, eles mesmos estão se organizando na questão logística”, conta Silva.

Como saber se o pinheirinho que você está comprando é sustentável?

Basta conferir se a planta tem o selo do Natal Sustentável. Nessa edição, a iniciativa contará com quatro pontos de venda. A novidade fica por conta dos espaços abertos em três feiras, a do Pacaembu, do Morumbi e do Parque Burle Marx. “É inviável para alguns produtores ficar a semana toda fora da propriedade, vendendo as plantas. Para esses, a feira é uma alternativa porque é um dia só”, salienta Silva.

O interessado pode ainda comprar a planta nos mercados municipais da cidade de São Paulo, especialmente no “Mercadão”. O preço final depende do tamanho e variedade do pinheirinho. O valor exato não foi fechado, mas há opções para todos os bolsos. A estimativa é que a planta mais em conta, o pinheirinho tuia verde de 1 metro, saia entre R$ 30 e R$ 40.


Fonte: souagro.com.br



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/08/2019 às 11:05

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1888 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey