Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


21/03/2013

Paraná e o Novo Código Florestal

Paraná desenvolve atividades para a compreensão e implantação do novo código florestal no estado

Foto: Google
O setor florestal do Paraná já está trabalhando para a compreensão e implantação do novo código florestal no estado. A APRE Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal realizou, em Curitiba, o primeiro de uma série de workshops sobre o assunto. O evento reuniu cerca de 50 especialistas e empresários com o objetivo de discutir e tirar dúvidas práticas sobre o novo código na atividade florestal do Paraná.
            Para o engenheiro florestal e advogado especialista em direito ambiental, Dr. Paulo de Tarso de Lara Pires, eventos como esse ajudam as empresas no esclarecimento da nova lei. Nós temos uma lei que é relativamente nova e complexa e que ainda vai ser implementada , explica. Ainda segundo Paulo, o estado deve estar preparado. É fundamental que o setor florestal já esteja articulado e atento para que todas as decisões que sejam tomadas daqui para frente estejam harmonizadas com a atividade florestal do Paraná .
            Entre os assuntos discutidos no evento, estão o Cadastro Ambiental Rural (CAR), onde o produtor rural irá cadastrar sua propriedade para conhecimento do poder público e o Programa de Regularização Ambiental (PRA), que concederá incentivos econômicos para a empresa que preserva o meio ambiente. 
            Mariano Felix Duran, diretor do Departamento de florestas plantadas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), acredita que o novo código deve ser interpretado da maneira mais transparente. É através destes esclarecimentos que vamos levar aos produtores rurais, em uma linguagem mais acessível, as questões técnicas da nova lei , explica.
            Na opinião do assessor técnico da Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (ABRAF) e palestrante do workshop, Marcílio Caron Neto, Paraná não terá grandes impactos na aplicação do novo código. O código já foi muito discutido. Mas acredito que o produtor do Paraná não terá dificuldades para se adaptar aos novos conceitos da lei, explica.


Fonte: Interacto Comunicação



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/02/2020 às 19:37

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para carvão?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1646 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey