Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 16

Warning: max() [function.max]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 53

Warning: min() [function.min]: Array must contain at least one element in /home/storage/7/ab/56/ciflorestas/public_html/controle/nuvemtags_gerar.php on line 55
CIFlorestas>>Avanço e Pesquisa>>Pesquisadores Transformam Luvas e Balões de Festa Descartados em Artefatos de Borracha

Facebook Twitter RSS

Avanço e Pesquisa

Versão para impressão
A-
A+


07/08/2009

Pesquisadores Transformam Luvas e Balões de Festa Descartados em Artefatos de Borracha

Serragem, balões de festa e luvas aparentemente não têm nada em comum. Mas uma pesquisa do Laboratório de Produtos Florestais (LPF) do Serviço Florestal Brasileiro mostra que a união de materiais destinados ao lixo pode gerar pisos, solas de sapato, tapetes, entre outros artefatos de borracha.

 Serragem, balões de festa e luvas aparentemente não têm nada em comum. Mas uma pesquisa do Laboratório de Produtos Florestais (LPF) do Serviço Florestal Brasileiro mostra que a união de materiais destinados ao lixo pode gerar pisos, solas de sapato, tapetes, entre outros artefatos de borracha.

 A ideia foi colocada em prática pelos pesquisadores Pedro Paulo Penzuti e Maria Eliete de Sousa. “Até então, não se sabia que era possível chegar a um novo produto. Comprovamos que isso é tecnicamente viável”, diz o pesquisador. O estudo levou dois anos e teve recursos de R$ 26 mil.

 Sócia de uma empresa em Brasília que já encheu 100 mil balões com compressor em um único mês para um cliente, Cláudia Rodrigues do Nascimento, comemora a iniciativa. “Após o evento, todos os balões são descartados. Seria ótimo poder reciclá-los. É bom para o meio ambiente”, diz.   

O custo da placa produzida à partir destes resíduos é bem inferior que aquele encontrado para artefatos similares encontrados no mercado, uma vez que a despesa com a aquisição das matéria-primas é praticamente zero. Sua fabricação poderia ser uma alternativa sustentável aos pisos tradicionalmente encontrados no mercado, que usam derivados do petróleo e custam cerca de R$ 40,00 o metro quadrado.

 O reaproveitamento de resíduos das indústrias de látex, a exemplo dos balões e luvas, além da serragem, reduz o volume de resíduos na natureza e ajuda a dar uma destinação para derivados do látex natural, que além de não serem reciclados, não são biodegradáveis. “À época da execução do projeto, não tínhamos conhecimento que esses materiais fossem reaproveitados industrialmente”, afirma Penzuti, que atua na área de borrachas há 30 anos.

 O impacto de balões e luvas usados podem ser medidos pelos números. As indústrias que fabricam produtos de entretenimento e de saúde com látex, matéria-prima dos produtos usados na pesquisa, respondem por quase 10% da produção de artigos que usam borracha, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Artefatos de Borracha.

 E a tendência de uso de borracha natural é crescente. Em 2008, o setor produtivo brasileiro consumiu mais de 350 mil toneladas do produto, número deve chegar a 500 mil em 2020, segundo o Instituto Agronômico do Estado de São Paulo.

 A serragem, por outro lado, não tem o problema de não se degradar, como o látex, mas responde por outro grande passivo ambiental. Para cada metro cúbico de madeira serrada, é gerada a mesma quantidade de resíduo. O Brasil, além de ser um dos maiores produtores de madeira, com 24,5 milhões de metros cúbicos de madeira em tora em 2004, também é um dos maiores consumidores de produtos feitos do material.

 PROCESSO – A fabricação da placa é relativamente simples. Os balões, luvas e serragem são colocados em um misturador junto com produtos químicos para facilitar a mistura. Em aproximadamente 30 minutos, está pronta uma folha de borracha com a superfície rugosa. Essa folha é levada para uma prensa aquecida a 145ºC por 15 minutos, que transforma a manta em uma placa lisa vulcanizada.

 Os testes mostraram ser possível fazer uma placa contendo serragem em quantidade cinco vezes maior que a de balões/luvas, ou seja, 500% de madeira para cada 100% de látex. Nessa proporção, a peça apresentou-se firme e com uma boa performance, cuja aplicação industrial dependerá das condições de sua utilização.

 No caso de calçados, existe restrição. “Para os solados, que precisam de uma boa resistência à abrasão, a quantidade de serragem não pode passar de 50%”. afirma Penzuti. Os pesquisadores testaram a resistência do material com uma máquina que simula o desgaste de um calçado.

 A tecnologia ainda depende de estudos de viabilidade econômica para chegar ao mercado, mas acredita-se que há grandes chances de o produto seja rentável. “As placas usam dois resíduos em altíssimas concentrações. O estudo mostrou a viabilidade técnica e provavelmente, há a econômica também”,  afirma Penzuti.


Fonte: Pantanal News



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (20)


Alexandre Silva disse:

27/03/2018 às 14:38

Por favor, gostaria de uma indica??o de uma empresa nas proximidades de Guarulhos e S?o Paulo, que eu pudesse estar encaminhando luvas de l?tex descontaminadas para reciclagem.

luciana medeiros disse:

24/04/2016 às 16:14

boa tarde, gost?ria muito de saber mas sobre esse projeto de reciclagem das luvas latex,tem um telefone que posso ligar. pois estou fazendo meu tcc de redirecionamento de mat?rias descart?veis .
desde j? agrade?o.

SORAIA disse:

21/03/2016 às 16:26

Ol? boa tarde !
Muito interessante esse reaproveitamento que os senhores est?o desenvolvendo reutilizando borracha.
Gostaria de saber: O ano que vcs come?aram os testes e se j? est? sendo utilizado no mercado esse produto.
Na faculdade estamos desenvolvendo um projeto, aonde damos solu??o para o lixo utilizado pelas esteticistas, j? que o projeto fala em valores ?ticos em rela??o a est?tica e o meio ambiente.Pesquisando sobre o que fazer com as luvas de l?tex que utilizamos para nossos procedimentos encontrei esse artigo.
Aguardo resposta,
Att,
Soraia Muniz.

Bruna dos Santos disse:

22/08/2015 às 00:01

Estou fazendo meu TCC da faculdade. Curso Química e queria saber mais sobre o assunto.
Obrigada!


MOISES DOS SANTOS SILVEIRA disse:

03/08/2015 às 10:17

OLA MEU NOME É MOISES A POUCO TEMPO ATRAZ DEI UMA IDÉIA NA EMPRESA ONDE EU TRABALHO PARA O PROGRAMA IDÉIAS E RESULTADOS JA TINHA GANHADO MAS APOS UM TEMPO ME FALARAM QUE NÃO GANHARIA O PREMIO PQ NAO PODERIAMOS REAPROVEITAR O MATERIAL PQ ERA TOXICO BOM A IDÉIA ERA A SEGUINTE COMO TRABALHO EM UMA EMPRESA DE CALÇADOS TEM PESSOAS QUE USAM LUVAS DE LATEX PARA TRABALHAR COM PRODUTOS QUIMICOS ISSO A MAIS DE 30 ANOS ENTÃO DEPOIS IRIAM PARA O LIXO ENTÃO COMO SÃO USADA BORRACHINHAS DE AMARRAR DINHEIRO PARA AMARRAS OS SAPATOS , COUROS E PEÇAS ENTÃO TIVE A IDEIA DE CORTAS AS MANGAS DAS LUVAS QUE IRIAM PARA O LIXO E FAZER ATILHOS OU BORRACHINHAS A EMPRESA APROVOU A MATRIS TAMBEM MAS QUANDO FALTAVA DIAS PARA EU RECEBER O PREMIO JA ESTAVAMOS USANDO AS BORRACHINAS JA TINHA SIDO IMPLANTADA NA EMPRESA A IDEIA ELES ME FALARAM QUE NÃO A USARIAM PQ O PRODUTO ERA TÓXICO ENTÃO ELES USAM 30 ANOS O PRODUTO E SO AGORA DESCOBRIRAM QUE É TOXICO E OU SERIA PQ E USADA PARA TRABALHAR COM PRODUTO QUIMICO MAS SO USO AS MANGAS QUE NÃO TEM CONTATO COM O PRODUTO QUIMICO ENTÃO GOSTARIA DE SABER DE VCS SE É POSSIVEL REUTILIZAR E A QUANTIA QUE É TOXICO GRATO PELA ATENÇÃO

Bruno Santos disse:

18/09/2014 às 14:39

Trabalho com balões, como poderia estar enviando esse material para a reciclagem? Qual o custo? 61 9241-1788

Bruno santos disse:

18/09/2014 às 14:37

Trabalho com balões, como poderia estar enviando esse material para a reciclagem? Qual o custo?

Carlos disse:

05/08/2014 às 17:46

Gostaria de mais informações sobre a reciclagem da borrachas de latex.

agradeço

elza disse:

27/01/2014 às 16:21

Sou técnica em reciclagem em especial gerenciamento de resíduos gostaria de encaminhar resíduos de baloes.
Tem algum lugar em especifico para este tipo de resíduos.
Se alguém tiver alguma informação me liga (61)82297164 Tim.

Maria Luiza Marçal disse:

08/11/2013 às 09:03

Preciso de fazer contato para enviar luvas de látex para reciclar.
Aos interessados, envio meu email: luiza@hagil.com.br
Desde já agradeço,
Luiza Marçal
Visite nosso site: www.hagil.com.br

Marcelo disse:

09/10/2013 às 22:39

Fabrico placas de borracha e procuro produtos a base de latex para reaproveitamento.
Obrigado , Marcelo.
Fone: 51-81110105

Edilene Monteiro disse:

21/07/2013 às 17:34

Estou endereçada neste projeto, tenho uma ideia de reaproveitar as luvas de segurança de latex, preciso de uma solução em o que aplicar este látex??

Tarcisio Carvalho disse:

16/06/2013 às 08:18

Bom dia!

gostaria de saber o contato dos responsáveis pela reciclagem de luvas de latex.

podem por favor me enviar o contato das pessoas.

desde já agradeço e fico no aguardo.

Sds,


Tarcisio Carvalho

Rita de Cássia disse:

14/03/2013 às 14:52

Boa tarde,

Trabalho em uma empresa que importa luvas de látex, temos uma grande quantidade de material avariado (caixas amassadas) que temos que descartar.

Por gentileza, peço que me informe empresas que possam utilizar esse material como matéria prima na produção de outros produtos.

Desde já agradeço a atenção.

Rita.

Anônimo disse:

16/01/2013 às 21:39

Correção do comentário anterior
Hágil Terapeutica joga no lixo por dia 400 pares de luvas de latex.

Maria Luiza Marçal Pinheiro dos Santos disse:

16/01/2013 às 21:16

Boa tarde,
Trabalho em Laboratório de Homeopatia Animal e estou desenvolvendo trabalhos de reciclagem do lixo que o laboratório produz. Estou pesquisando a reciclagem das luvas de látex que são jogadas no lixo todos os dias em estado bom mas não podemos tornar a usa-las, mesmo não apresentando resíduos químicos. São jogados aproximadamente 40 pares de luvas por dia no laboratório.
Gostaria de uma resposta caso vocês façam a coleta, que poderá ser semanal ou ate mesmo mensal. A empresa Hagil Terapêutica esta disponível para melhor esclarecimentos a respeito do trabalho de reciclagem.
Desde já agradecemos atenção.
Luiza.

marcelo rebello disse:

30/09/2012 às 09:42

preciso de uma empresa para comprarresiduo de luvas de latex

marcelo rebello disse:

30/09/2012 às 09:42

preciso de uma empresa para comprarresiduo de luvas de latex

marcelo rebello disse:

08/01/2012 às 05:38

tenho grande quantidade de residuo de luvas de latex para vender preciso de comprador

marnot renan menezes disse:

02/10/2011 às 12:17


Ja uso residuos de balao e luvas para produzir meus produtos, mas gostaria de saber se tem algum produto

quimico para desmanchar os baloes e luvas mais facil?






Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


5596 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey