Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


15/08/2017

Porto Seguro receberá os mais renomados pesquisadores do mundo em celulose e papel

O professor doutor Jorge Colodette, da UFV e organizador da ISWFPC e IPBC, fala sobre a importância dos eventos inéditos na América do Sul.


Entre os dias 28 de Agosto e 1° de Setembro, Arraial D'Ajuda, Porto Seguro - BA, Brasil, receberá a ISWFPC (International Symposium on Wood Fiber and Pulping Chemistry) e a IPBC(International Pulp Bleaching Conference), eventos organizados pelo Professor Doutor Jorge Luiz Colodette, que fala agora sobre os eventos.

Professor, qual a importância dos eventos?
São eventos internacionais nunca antes realizados na América do Sul. A primeira iniciou-se na Suécia no ano de 1981 e se encontra-se na sua 19ª versão agora em Porto Seguro; ela já viajou por 5 continentes e 13 diferentes países. A segunda iniciou-se nos EUA no ano de 1970 e viajou por três continentes e seis diferentes países, estando na sua 18ª versão. Por ser a primeira vez que ocorrem no nosso continente, esses eventos se revestem de grande importância, pois indicam que estamos entrando no mapa mundial da ciência & tecnologia nas áreas de química da madeira, polpação, branqueamento de celulose, processos de biorrefinaria, produtos de biorrefinaria, tecnologias avançadas de desconstrução da biomassa, métodos analíticos avançados para análise de biomassa, etc. Por outro lado, é uma grande oportunidade para a comunidade científica e tecnológica nacional, incluindo setores acadêmicos e empresariais de tomar conhecimento das novidades atuais e dos avanços tecnológicos que se encontram em fase de maturação nos mais avançados centros de tecnologia mundiais. Esses eventos deverão reunir delegados de mais de 30 países de alta amplitude científica e tecnológica.

É um evento especial, IPBC e PSWFPC encontram-se no mesmo ano e local, o que podemos esperar?
Trata-se ainda de um evento muito especial, pois é também a primeira vez na história que a ISWFPC e a IPBC são realizados juntas (co-locadas). Estamos esperando resultados muito positivos, pois os dois eventos têm muita sinergia. A ISWFPC discute as áreas de polpação e de branqueamento, tendo forte sinergia com os assuntos tratados na IPBC. Por isso esperamos que muitos dos delegados participarão de ambos os eventos. O fato das conferências estarem ocorrendo no mesmo ano é uma coincidência natural, pois a ISWFPC ocorre a cada dois anos e a IPBC a cada três anos. Porém, o fato delas estarem ocorrendo na mesma semana se deve a uma decisão pessoal deste coordenador. Em 2011 tomei a incumbência de organizar o ISWFPC no Brasil. Em 2014 o comitê da IPBC conclui que era hora de o Brasil organizar esse evento, pois quase todas as plantas novas de celulose branqueada estavam sendo instaladas na América do Sul, especialmente no Brasil. Eu aceitei o desafio na condição de que eu pudesse co-localizar a IPBC com a ISWFPC, com a qual eu já havia me comprometido anos antes. Eu acho que a co-localização vai se um sucesso pela sinergia, pelo ambiente científico e especialmente, pelo ganho de tempo, pois atende-se duas conferências numa única semana.

Qual a expectativa dos organizadores?
A nossa expectativa é das melhores. Esperamos contar com cerca de 350 delegados, somando-se as duas conferências, cobrindo praticamente todos os continentes do planeta, com forte participação do setor industrial. Já temos 18 patrocinadores para os dois eventos, o que mostra o forte interesse da indústria. Os programas técnicos foram elaborados por comitês técnicos-científicos de alto nível, compostos por pesquisadores de elite em nível mundial. Esses programas apresentam alta qualidade técnica e estão recheados de inovação. Teremos sessões orais e de pôster, sendo os trabalhos apresentados nas sessões orais de aplicação mais imediata e os de pôster em estágio de germinação de ideias, porém com grande potencial.

Quais serão as principais personalidades presentes nos eventos?
Nunca foi visto antes no Brasil um grupo de cientistas de tão alto nível nessas áreas da ciência. Teremos vencedores do prêmio Wallemberg (Tapani Vuorinen, Akira Isogai) oferecido pela Wallemberg Foundation, teremos ganhadores do prêmio Anselme Payen (Thomas Rosenau e John Ralph) oferecido pela American Chemical Society, e inúmeros outros cientistas de alta categoria de diversos países avançados nas áreas de tecnologia de produtos florestais tais como Alemanha, Áustria, Austrália, Bélgica, Brasil, Canada, Chile, China, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Inglaterra, Itália, França, Japão, Nova Zelândia, Noruega e Suécia.

E os principais destaques em pesquisa e inovação que poderemos ver?
O grande destaque no que tange a inovação estará a cargo dos avanços tecnológicos nas áreas de bio-processos e bio-produtos, mas teremos também novidades nas áreas de papéis especiais e tecnologias avançadas nas áreas de polpação e branqueamentopara a produção de celulose de alto padrão e de baixo custo. Um exemplo dessa tecnologia é a polpação com líquidos eutéticos.

Por que não devemos perder?
Trata de uma oportunidade única (once in a lifetime!) de encontrar em um só local, os mais renomados cientistas do mundo que estão pesquisando nas áreas de química da madeira, polpação, branqueamento e biorrefinaria. Pelo critério do rodízio entre continentes, a ISWFPC voltaria ao Brasil somente daqui a 24 anos, se houver alguém disposto a organizá-la aqui de novo. Por outro lado, é provável que a IPBC nunca mais volte, pois se trata de um evento tipicamente Europeu e Norte Americano. O fato dela ter vindo ao Brasil este ano se deve muito ao um esforço pessoal meu, através da UFV, e também em razão da pujança da nossa indústria de polpa branqueada neste momento, que me permitiu justificar essa aventura.


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/09/2017 às 14:14

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


199 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey