Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/11/2010

Presidente do SindiCARV participa de reunião em Brasília

O presidente do SindiCARV para discutir sobre um projeto de mudanças climáticas.

 O presidente do SindiCARV (Sindicato das Indústrias e dos Produtores de Carvão Vegetal de Mato Grosso do Sul), Marcos Brito, esteve no dia 17 de novembro em Brasília a convite do MDIC (Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio), para discutir sobre um projeto de mudanças climáticas.

Na reunião estiveram presentes vários representantes dos setores do Aço e do Ferro Gusa de todo o Brasil. O objetivo do encontro foi discutir e apresentar  um projeto de inovação tecnológica do setor, buscando uma modernização da produção com redução de emissão de gazes efeito estufa.

Dados revelam que as novas tecnologias para a produção do carvão vegetal (com zero emissão de gases), proporcionam uma economia no consumo da madeira, elevando os índices do fator produtividade até 1,5 mst de madeira para 1 MDC, com tempo de carbonização muito inferior ao praticado atualmente.

O projeto busca recursos para a implantação de novas tecnologias na produção de carvão, bem como, implantação de novas florestas para abastecer o setor e, ainda, desenvolver parcerias com o SEBRAE para aplicar treinamentos e qualificar trabalhadores para a nova realidade do mercado.

Para a implantação de novas tecnologias que irão proporcionar uma redução da emissão de gazes de efeito estufa, serão necessários investimentos na ordem de R$1 bilhão. Os investimentos devem ser apresentados ao Governo até a próxima quinta-feira, 25.

 A intenção é construir até 2020, 250 mil UPC (Unidades de Produção de Carvão) e 2 milhões de hectares em florestas de eucalipto  para a total sustentabilidade em Florestas de  todos os setores, além da modernização e ampliação também dos parques industriais das Usinas Siderúrgicas e Aciarias, integradas e independentes.

Também ficou estabelecido que o carvão passará a integrar as normas e procedimentos revistos na ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) a partir de 2011.


Fonte: Sindicarv



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

04/04/2020 às 13:15

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1837 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey