Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


09/12/2009

Produtor Terá Tempo para se Adequar a Prazo Estabelecido para Código Florestal

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, tranquilizou os agricultores que ainda não têm sua reserva legal de acordo com o Código Florestal Brasileiro a respeito do prazo para início da aplicação das sanções, que, pelo Decreto Presidencial 6.514, está estipulado para 11 de dezembro.

Ministro da Agricultura: Reinhold Stephanes

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, tranquilizou os agricultores que ainda não têm sua reserva legal de acordo com o Código Florestal Brasileiro a respeito do prazo para início da aplicação das sanções, que, pelo Decreto Presidencial 6.514, está estipulado para 11 de dezembro.

Além de reafirmar que o prazo será prorrogado, Stephanes disse que os produtores terão tempo para se adequar à lei. "Ninguém vai sair multando o produtor no dia seguinte", afirmou.

O ministro disse que um novo prazo para o cumprimento dos limites de preservação de florestas em propriedades rurais será anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em breve.

Antes disso, segundo ele, haverá uma reunião de Lula com ele e os ministros do Meio Ambiente, Carlos Minc e do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel. Ainda não está definido se esse encontro será realizado antes ou depois de 11 de dezembro, prazo inicialmente previsto para a aplicação das sanções.

Stephanes criticou uma vez mais o decreto por considerar que a nova regra foi criada sem nenhuma participação do Ministério da Agricultura e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Para ele, a melhor solução seria sua alteração e não apenas a prorrogação do prazo.

“A simples prorrogação do decreto não resolve o problema. Teríamos que alterar outros itens. A princípio, será marcada uma reunião para serem discutidas outras medidas a serem tomadas”, afirmou.

De acordo com o ministro da Agricultura, cerca de 3 milhões de produtores rurais - mais da metade do setor agrícola - estão em desacordo com a atual legislação ambiental, sendo que 1 milhão correm o risco de perder suas propriedades.
 


Fonte: Agência Brasil



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

04/04/2020 às 11:32

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1697 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey