Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


11/01/2013

Produtores criam Associação Goiana de Silvicultura

Entidade deve incentivar a produção de florestas plantadas e atrair para Goiás investimentos do setor de madeira, bioenergia e celulose e papel.

O Diário da Manhã noticiou ontem a criação da Associação Goiana de Silvicultura Segundo o DM, o objetivo da associação será incentivar a participação dos produtores rurais nos grandes segmentos de base florestal: celulose, papel, serrados, painéis de madeira, pisos, portas, molduras, carvão industrial.

Segundo Adilon de Souza, diretor da SGPA e um dos coordenadores da criação da Associação Goiana de Silvicultura, “empreendedores europeus e de outros países e estados brasileiros têm buscado em Goiás a viabilidade de implantação de parques fabris ou mesmo de compra de produtos de base florestal, tudo em vão devido à escassez de matéria prima e de políticas de desenvolvimento para o setor”.

Adilon, que já foi deputado e prefeito, adianta ainda que uma delegação da Holanda esteve em Goiânia e “com demanda de pellets em volume de 78 milhões de toneladas nos próximos dez anos. Isso significa 480 mil hectares produzindo, simultaneamente, apenas para atender esse grupo, ou seja, de oito vezes a área total plantada em Goiás”, observa.

Chamando a atenção para a preservação da floresta nativa, Adilon de Souza ressalta que a implantação da AGS contribuirá para o equilíbrio do Cerrado. Ele adianta ainda que a associação dará novas chances de renda aos produtores goianos. “São novas atividades produtivas e que podem proporcionar boas alternativas de investimentos com as florestas plantadas.” O presidente interino da associação, Gilberto Sant’Anna Filho, espera que com as florestas plantadas de madeira, sejam rentáveis as atividades produtoras de celulose e papel, painéis de madeira reconstituída e siderurgia a carvão vegetal, além de produtos de madeira sólida e de móveis de elevado padrão de qualidade.

Gilberto Filho está convencido também de que a integração lavoura e pecuária e silvicultura estimula ao produtor diversificar, cada vez mais, suas atividades. E auferindo “maior lucro com baixo risco”. Ricardo Cantaclaro chama a atenção, por sua vez, do fator de “estímulo e de crescimento do setor”, com os investimentos em estudos e pesquisas para o incremento tecnológico no cultivo das espécies demandadas pelo mercado. Júnior Marques, experiente na produção de mudas certificadas, ressalta que “o setor florestal compõe-se de ativos menos sujeitos às oscilações no mercado financeiro em momento de crise”.

Segundo Adilon de Souza, a Associação Brasileira de Florestas Plantadas (Abraf) garante apoio e assistência à nova entidade para a sua estruturação e fortalecimento. Acrescentou, ainda, que o setor dispõe de vários programas, beneficiando os produtores desde o plantio até o acesso a programas de financiamentos através de linhas de crédito bastante acessíveis. Essas operações poderão ser feitas pelos bancos oficiais – Programa de Plantio Comercial e Recuperação de Florestas (Proflora), Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf-Florestal), BNDES Florestal, Programa Energia Renovável e Sustentabilidade Ambiental (Pronaf Eco), além do Programa de Investimento, Custeio e Comercialização Florestal (BB Florestal) e os recursos oriundos do Programa do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), disponibilizados pelo Banco do Brasil, Goiás Fomento e pelas cooperativas do Sistema de Crédito Cooperativo (Sicoob).


Fonte: Painel Florestal com informações do Diário da Manhã



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

28/09/2016 às 02:05

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site

ANÁLISE CONJUNTURAL: Quadro político instável adia reformas, mas há expectativas de melhorias para os negócios florestais. Saiba mais  clicando aqui.
 
Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

Uma meta, sem um plano para chegar lá, nada mais é do que um simples desejo.
Antoine de Saint-Exupery

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1223 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey