Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


10/03/2015

Produtores rurais reflorestam margens de rios e córregos

Ação contribui para evitar o assoreamento de nascentes da região do Espírito Santo.

Katiane também vem ajudando na plantação de mudas (Foto: Reprodução/TV Gazeta).

Preocupados com o futuro e com o problema da escassez de água, produtores rurais do município de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, estão realizando um trabalho de reflorestamento nas áreas próximas às nascentes. A ação, que faz parte do projeto Mata Ciliar, pretende realizar o plantio de 100 mil mudas em cerca de 50 nascentes da região, garantindo a recuperação e preservação desses espaços.

Uma dessas áreas fica localizada na propriedade da produtora rural Katiane Barbosa, que contou os motivos que a fez optar por participar da iniciativa. "A gente resolveu reflorestar aqui para ajudar na água, na nascente, para melhorar a nossa situação, que está bem feia", contou. De acordo com o governo do estado, o longo período de estiagem vivido pelo Espírito Santo se configurou como a pior dos último 40 anos.

Katiane, que também vem colocando a mão na terra para ajudar nos trabalhos, vai receber 200 mudas que passarão a fazer parte da natureza local. As espécies, todas nativas da Mata Atlântica, devem demorar cerca de dois anos para se desenvolverem, mas os benefícios devem começar a ser sentidos bem antes. Um deles é contribuição das plantas para evitar que a chuva leve areia para a nascente, causando assoreamento.

"A vegetação nativa em si é muito favorável para qualquer tipo de recuperação de solo ou até mesmo de nascente, justamente pelo que o nome diz. 'Nativa', é nossa. Então, ao longo de muitos anos, ela vem fazendo essa coisa amigável com o solo. Ela é muito mais propensa e muito mais viável em qualquer tipo de estrato", explicou o biólogo William Moledo.

As 100 mil plantas foram doadas pela prefeitura da cidade e são entregues aos produtores de acordo com a área. Aqueles que se interessam pela ideia e desejam realizar a recuperação também passam a receber orientação técnica. "O técnico vai dizer onde é melhor plantar, qual a distância da nascente que ele tem que plantar, para não plantar muito próximo e acabar prejudicando a nascente", completou a bióloga Kaila Dalvi.

Unindo conhecimento, força de vontade e consciência, a intenção é continuar contribuindo para a qualidade de vida da população. "A ideia é a gente atender aos produtores rurais e estar recuperando essas áreas para que ele mantenham, sempre, mesmo nos períodos de estiagem, o fluxo de água em suas propriedades", concluiu o secretário de Meio Ambiente de Itapemirim Tiago Leal.


Fonte: G1



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/08/2019 às 10:50

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1351 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey