Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


16/05/2017

Professor Eliseu Roberto de Andrade Alves receberá título de Honoris Causa na UFV

 
A UFV concederá ao Dr. Eliseu Roberto de Andrade Alves o diploma de Doutor Honoris Causa no dia 19/05/2017, às 10 horas no salão nobre do edifício Arthur Bernardes, pelos anos de trabalho dedicados  à extensão rural, à pesquisa agropecuária e ao desenvolvimento da agricultura brasileira.

Por oportuno, o Dr. Eliseu apresentará no auditório do DER - Departamento de Economia Rural da UFV, a Palestra " Hipóteses Fascinantes sobre a Agricultura Brasileira" às 16 horas desse mesmo dia.

Eliseu Roberto de Andrade Alves é Ph. D em Economia Agrícola pela Purdue University Indiana ( 1972), mestre em Agricultural Economics - Purdue University Indiana (1968). Graduado em engenharia agrônoma pela Univrsidade Fedeal de Viçosa (1954) .É servidor público há 58 anos, sem interrupção: na EMATER-MG e EMBRAPA. Atuou como chefe do departamento de planejamento e avaliação da ACAR MG., hoje, EMATER MG. de 1968 a 1973; diretor da EMBRAPA de 1973 a 1979; presidente da EMBRAPA de 1979 a 1985; presidente da CODEVASF de 1985 a 1989; secretário nacional de irrigação 1989; Assessor da Presidência da Embrapa de 1990-2010.Professor de estatística, microeconomia e política agrícola do curso de posgraduação em Economia Regional, CEDEPLAR,da Universidade Federal de Minas Gerais, Professor de economia rural da curso de posgraduação da Fundação Getúlio Vargas, professor de economia rural do curso de posgraduação da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo.Tem orientado teses em nível de mestrado e doutorado, na no nível de mestrado e doutorado: CEDEPLAR, UFV e USP. Durante 17 anos contribuiu para consolidar o serviço de extensão rural, de 1955 a 1973. Junto com um grupo de cientistas sociais, ajudou conceber e formular o modelo no qual aEMBRAPA se baseou e ajudou a defender o modelo no governo. Período 1971-73.Como diretor, concebeu e executou o programa de posgraduação. Como presidente da EMBRAPA, fez deste programa a primeira prioridade, atingindo a marca de 1600 posgraduados, em 12 anos. Ainda, ajudou consolidar a EMBRAPA e torná-la uma referência nacional e internacional. Como presidente da CODEVASF, criou o conceito do distrito de irrigação, pelo qual os projetos públicos passaram a ser administrados pelos irrigantes. Emancipou todos os projetos da CODEVASF. Concebeu e implantou o programa de exportação de frutas. Negociou empréstimos com o Banco Mundial, BID e Governo Japonês que estão permitindo uma expansão de mais de cem mil hectares de área irrigada. Ajudou conceber e executar o programa de 1 milhão de hectares irrigados do Presidente Sarney. Este programa foi inspirado num trabalho feito por técnicos da EMBRAPA, do qual sou o primeiro autor. Iniciou o processo de mudança da lei de irrigação, ainda em curso hoje. Prestamos, presentemente, assessoria ao grupo em carregado de reformulá-la. Na FGV ajudou formular e implementar uma pesquisa por amostragem que serviu para definir melhor as contas do setor agrícola. De 1990 em diante, totalmente dedicado à pesquisa em política agrícola e em ciência e tecnologia. Nesta condição, tem dado assessoria a governos, na condição de consultor do BID, Banco Mundial e FAO. Destacam-se Venezuela, Paraguai e Equador. Tem atendido a convites de universidades, cooperativas, organizações de produtores e científicas para fazer palestras sobre a dinâmica da agricultura brasileira, tema objeto de minhas pesquisas.


Fonte: Polo de Excelência em Florestas



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

23/06/2017 às 02:22

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

Uma meta, sem um plano para chegar lá, nada mais é do que um simples desejo.
Antoine de Saint-Exupery

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

210 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey