Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


24/06/2013

Programa inovador irá certificar aviação agrícola brasileira

O programa se baseia no aprofundamento dos conceitos de responsabilidade e sustentabilidade das operações, buscando melhorar a qualidade das pulverizações e reduzir os riscos de impacto ambiental

Foto: A tendência é melhoria na qualidade das pulverizações

Uma parceria entre pesquisadores Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU) desenvolveu um programa de certificação para empresas de aviação agrícola e de operadores aeroagrícolas privados. O objetivo é incentivar a capacitação e a qualificação dos responsáveis pela aplicação aérea de defensivos.

O programa se baseia no aprofundamento dos conceitos de responsabilidade e sustentabilidade das operações, buscando melhorar a qualidade das pulverizações e reduzir os riscos de impacto ambiental.

O sistema de certificação foi concebido para ser aplicado em três níveis. O primeiro deles avalia toda a documentação e os aspectos legais da operação. Será preciso comprovar que a empresa ou o operador atua em conformidade com a legislação e a regularidade de sua situação junto a órgãos competentes como Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) entre outros.

O segundo nível permite a certificação da qualificação tecnológica do participante do programa. Ela será alcançada através da aprovação, com frequência mínima e desempenho satisfatório, no curso de capacitação denominado “Qualidade técnica e responsabilidade ambiental na aplicação aérea”. O programa prevê que o curso seja oferecido em dois módulos (“Qualidade da tecnologia de aplicação” e “Planejamento e responsabilidade ambiental”), com uma carga horária total de 16horas.

A conformidade de equipamentos e instalações é o terceiro e último nível de certificação. Para obtê-la a empresa ou operador deverá comprovar a conformidade, a funcionalidade e a qualidade dos equipamentos de pulverização e das instalações utilizadas, a partir de uma inspeção realizada a campo.

O programa de certificação estará à disposição dos interessados a partir do segundo semestre de 2013. Os responsáveis pelo seu desenvolvimento esperam contar com uma ampla adesão do setor. “Trata-se de uma demanda antiga do setor. Por se tratar de um programa privado de certificação, esta ação aponta para o caminho da autorregulamentação do mercado de pulverizações aéreas, como já ocorre em diversos segmentos da sociedade. E o fato de ser operacionalizado por universidades públicas confere a necessária credibilidade e imparcialidade ao processo”, explica o professor Ulisses Rocha Antuniassi, da FCA/Unesp, coordenador geral do programa e responsável pelo seu desenvolvimento ao lado dos professores Wellington Pereira Alencar de Carvalho, da UFLA, e João Paulo A. Rodrigues da Cunha, da UFU.

A gestão do programa de certificação ficará a cargo da Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (FEPAF), entidade sem fins lucrativos ligada à FCA/UNESP, com sede em Botucatu/SP. A iniciativa tem o apoio do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag) e da Associação Nacional de Defesa do Vegetal (Andef).


Fonte: Painel Florestal



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/07/2019 às 20:01

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1420 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey