Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


23/12/2013

Resíduos plásticos substituem madeira

resíduos plásticos de embalagens pós-consumo
O Brasil ainda precisa despertar para um uso bastante nobre dos resíduos plásticos de embalagens pós-consumo de várias procedências como salgadinhos, sacolas, detergentes, amaciantes e shampoos, entre outros. Trata-se da chamada “madeira plástica” que retira dos aterros resíduos passíveis de reciclagem.

As possibilidades de utilização da madeira plástica são bem amplas e cobrem os setores de arquitetura, paisagismo, moveleiro, rural, construção civil, industrial e naval. “Sua aplicação é extensa, pode ser usado em decks, piers, brises, pergolados, guarda-corpos, passarelas, portões, muros, móveis, revestimentos, entre outras possibilidades”, exemplifica Gabriela Flister Borges, assessora e consultora técnica da Ecoblock, empresa mineira que desde 2005 fabrica a Ecomadeira - composta de 70% de resíduos plásticos industriais e domésticos e 30% de resíduos de fibras naturais, como casca de arroz, casca de coco, raspa de couro e juta, e que não usa água nem produtos químicos em sua produção. 

Os resíduos plásticos utilizados pela Ecoblock são obtidos junto a cooperativas, empresas recicladoras e indústrias (sobras de produção). Desta forma, cerca de 500 toneladas mensais de materiais ganham um destino ambientalmente adequado.

Manutenção vantajosa

Não há estatísticas que quantifiquem o tamanho desse mercado no Brasil – nem em termos de volume de produção nem de número de fabricantes que deve girarem torno de uma dezena. Enquanto isso, nos Estados Unidos, o uso da madeira plástica é corrente há mais de 20 anos, com destaque para sua aplicação em pisos de varandas e ambientes externos, uma vez que praticamente elimina a necessidade de manutenção e reduz custos com raspagem, impermeabilização e reaplicação periódica de verniz. Para limpeza, basta usar água e sabão. Segundo dados da Principia Marketing Consulting, cerca de 90% de toda a madeira plástica produzida nos Estados Unidos é usada na construção de varandas. Em 2010, o setor movimentou mais de US$ 3 bilhões.

Em alguns casos, o investimento inicial pode ser mais elevado, porém “a diferença se paga, em função da economia com a primeira manutenção que teria de ser feita em um deck de madeira natural”, conta Gabriela. A Ecomadeira da Ecoblock é resistente a impactos, não racha e não solta farpas. É imune à ação de cupinspragas, germes e mofos. Não apodrece, é impermeável, podendo ficar exposta a condições climáticas extremas sem alteração de suas características.

Sua vida útil estimada é de 80 a 100 anos e sua resistência é muito maior do que a da madeira natural de boa qualidade, o que tem levado inclusive à sua utilização para fabricação de dormentes de trem. “A aparência que obtemos é muito semelhante à da madeira, as vantagens de uso são incomparáveis e o produto ainda agrega benefícios ambientais e sociais, ao contribuir também com as cooperativas de catadores. Ou seja, é uma solução que precisa ser mais conhecida e valorizada pelos brasileiros”, avalia Gabriela.


Fonte: CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

18/07/2019 às 06:48

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1942 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey