Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


03/05/2015

Ripa: uma gravata feita de madeira

Criado por dois jovens de Viana do Castelo, projeto aproveita madeira e tecidos descartados.

A produção destas gravatas ainda é limitada.

É uma gravata única, portuguesa e 100% reciclada. O projeto Ripa, criado por dois jovens de Viana do Castelo, aproveita desperdícios de madeira e tecidos para criar gravatas originais que já chamaram a atenção de clientes estrangeiros.

Ana Rita Carvalho e Nelson Sampaio, de 27 e 25 anos respetivamente, foram convidados para um casamento no Verão de 2014 e quiseram criar um acessório diferente para esse dia especial. Assim surgiu o conceito da gravata de madeira.

A bióloga e o designer decidiram apostar neste tipo de material porque se sentirem cativados “pelas características naturais da madeira”. O desenho final deste original acessório consiste em várias peças de madeira.

No dia do casamento o acessório fez furor. "Todas as pessoas reagiram positivamente à nossa invenção e vieram falar conosco sobre a gravata, mostrando muita curiosidade”.

Os convidados presentes na festa interessaram-se pela ideia, pela forma como era fabricada, pela fonte de inspiração para realizar o acessório, entre outras questões que refletiram que o produto não deixava as pessoas indiferentes.

A partir desse dia, Nelson e Ana Rita decidiram expandir o projeto RIPA. Contataram carpintarias de Viana do Castelo da zona e começaram a produzir exemplares com desperdícios de madeira.

“Contatámos as carpintarias no sentido de adquirir material que seria, à partida, descartado. Essa madeira apresenta todas as características que necessitamos para o fabrico das nossas criações”, refere o designer Nelson Sampaio.

Foi assim que surgiu a RIPA, fazendo o nome alusão às finas ripas de madeira. “Cada peça é única, já que tiramos partido das características da própria madeira: a cor, os veios e os nós que nos permitem a criação de peças exclusivas”, contam os autores.

A produção destas gravatas ainda é limitada mas o 'feedback' tem sido muito positivo e até já há clientes no estrangeiro, nomeadamente da Suíça. O objetivo da marca não é substituir as gravatas convencionais, mas sim produzir objetos de design únicos com personalidade.

Atualmente, as gravatas são o principal acessório da marca, mas Ana Rita Carvalho e Nelson Sampaio já estão a trabalhar noutros produtos que em breve serão revelados.


Fonte: Boas Notícias



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

16/12/2019 às 01:35

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1175 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey