Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


30/03/2011

Semad e Ibama fiscalizam uso irregular de madeira na Zona da Mata

Nas próximas semanas, fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) percorrerão empresas em nove municípios da região que é um dos maiores pólos moveleiros do país.

Na operação, os fiscais buscarão possíveis diferenças entre os estoques de madeira existentes nas empresas e o declarado ao Ibama e ao Instituto Estadual de Florestas (IEF). “O enfoque da operação é a madeira proveniente da Amazônia que é a principal matéria-prima das empresas que fabricam móveis”, afirma o coordenador da operação pelo Ibama, Aristides Salgado Neto. Dados do Ibama indicam que o Pólo Moveleiro de Ubá recebe cerca de 20 mil metros cúbicos de madeira proveniente da Amazônia por ano, o que corresponde 500 carretas carregadas. 

Os técnicos da subsecretaria de Controle e Fiscalização Ambiental Integrada da Semad observarão a regularidade da madeira proveniente de vegetação de origem nativa de Minas Gerais, bem como as de espécies plantadas, como o eucalipto. “Além das devidas autorizações emitidas pelo Estado para operação, as empresas tem de apresentar a documentação referente à compra e à venda da madeira”, explica o coordenador da operação pela Semad, Bruno Zuffo Janducci. 

Para a elaboração da estratégia da operação ‘Guardiões das Montanhas II’ foi feito um cruzamento das informações provenientes dos sistemas eletrônicos de controle federal e estadual que asseguram a legalidade da compra e da venda aquisição da madeira e de seus produtos. No caso de consumo de madeira proveniente da Amazônia, as empresas têm de comprovar as informações prestadas ao Ibama e que constam no mecanismo que gera o Documento de Origem Florestal (DOF). Já em Minas Gerais, o documento equivalente é a Guia de Controle Ambiental (GCA), cujos registro é feito no Sistema Integrado de Informação Ambiental (Siam). 

Início 

No primeiro dia da operação, os técnicos visitaram seis empresas. “A principal questão observada é a diferença entre a madeira encontrada nos pátios das empresas e o comunicado ao Ibama e ao IEF”, observa Aristides Neto. “Todas tem obrigação de declarar a destinação da madeira que foi adquirida transformada ou não em móveis”, completa. Os proprietários foram notificados e terão 48 horas para apresentar um relatório atualizado do saldo dos seus estoques de madeira proveniente dos sistemas de informação estadual e federal. 

A operação 'Guardiões das Montanhas II” tem a participação de 35 fiscais do Ibama e dez da Semad. Divididos em equipes, eles percorrerão empresas produtoras de móveis nos municípios de Ubá, Tocantins, Piraúba, Rio Pomba, Visconde do Rio Branco, São Geraldo, Rodeiro e Guidoval. A primeira operação aconteceu em 2009, na região de Guanhães, na região do vale do rio Doce.


Fonte: IEF



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

22/10/2019 às 16:28

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

Do ponto de vista técnico e operacional, qual é a melhor unidade para comercialização da madeira para celulose?

volume de madeira sólida (metro cúbico)
tonelada de madeira
metro estéreo ou metro de lenha
unidade ou peças de madeira

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


3763 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey