Facebook Twitter RSS

Notícia

Versão para impressão
A-
A+


17/03/2016

Trilha mostra biodiversidade e solo de qualidade em floresta de eucalipto

Uma novidade está chamando a atenção de quem passa pela parcela temática das Florestas Comerciais, no espaço da Emater/RS-Ascar na Expodireto 2016, a Trilha da Biodiversidade em Florestas de Eucalipto.
Nela os extensionistas da Instituição demonstram como, com a adoção de tecnologias simples, é possível a convivência de um amplo rol de espécies de plantas nativas e animais com as florestas de eucalipto, assim como lavouras de pasto ou grãos, em um solo de qualidade e sem o consumo excessivo de água.
O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Ilvandro Barreto, que coordena a parcela, explica que o objetivo da trilha é quebrar o mito de que onde se planta eucalipto e pinus nenhuma outra espécie consegue sobreviver. “Apenas realizando duas técnicas de manejo simples, a desrama e o desbaste, para deixar a luz entrar entre as árvores, o produtor permite que o banco de sementes naturalmente presente no solo, ou aquelas trazidas pelo vento e pássaros – que utilizam os galhos como puleiro para descansar – germinem”, explica Barreto.
Quem caminha pela trilha se depara com 36 espécies de plantas nativas, como canelas, angico, mamica-de-cadela, aroeira, fumo brabo e samambaias, por exemplo, que formam um sub-bosque de vegetação biodiversa entre os eucaliptos da lavoura demonstrativa implantada pela Emater/RS-Ascar no Espaço da Família Rural.
Ali também estão presentes as abelhas melíferas, que apresentam uma boa associação com a floração, tanto do eucalipto quanto das demais plantas nativas, para produzir mel.
Um pouco mais adiante, seguindo pela trilha, foi implantada uma lavoura de pastagens, abrindo mais uma possibilidade de geração de renda aos agricultores que investem na produção de madeira. Com a integração floresta-lavoura-pecuária o agricultor ainda consegue manter os animais no pasto e se beneficiar da produção de leite e carne, além do mel e do cultivo de grãos, alternativas para o espaço entre as árvores dedicadas à produção de madeira.
A crença de que o solo é prejudicado pelas florestas comerciais também é contestada pelo extensionista da Emater/RS-Ascar. Ilvandro mostra que a reciclagem de galhos, ramos e folhas – a serapilheira – está presente na floresta comercial demonstrativa do Espaço da Família Rural na Expodireto, em apenas 1m² foi possível recolher 3,5kg de biomassa, que cobre e beneficia o solo com o fornecimento de matéria orgânica. “Em um hectare esta quantidade seria em torno de 35 toneladas, o que é mais ou menos o que uma lavoura de aveia poderia fornecer quando utilizada para cobertura do solo. Esta biomassa garante a qualidade do solo, já que melhora suas características físicas, químicas e biológicas”, explica o agrônomo.
Mas não é apenas a serapilheira que beneficia a fertilidade do solo, Barreto destaca que através de seu sistema radicular, os eucaliptos são capazes de trazer para a superfície os nutrientes presentes nas camadas mais profundas do solo.
O excessivo consumo de água pelos eucaliptos também é desmistificado na parcela. “Cada hectare de florestas de eucalipto necessita de 800 a 900mm de água por ano, o que é muito semelhante à mata atlântica. A floresta amazônica utiliza cerca de 1.500mm neste mesmo período. Com pouca água, a floresta de eucalipto produz uma grande quantidade de madeira, cada hectare de eucalipto pode gerar a mesma quantidade de madeira que 10hc de mata nativa, o que poupa a derrubada das florestas naturais”, enfatiza Barreto, acrescentando que o recurso hídrico utilizado pelos eucaliptos não termina quando a árvore o “bebe”, ele se mantém no ambiente e volta através da transpiração do vegetal.


Fonte: Jornal Correio de Notícias / Adaptado por CeluloseOnline



Publicidade


Deixe seu comentário no espaço abaixo ou clique aqui e fale conosco.


Nome: Email (não aparecerá no site):




Comentário(s) (0)


CIFlorestas disse:

05/12/2019 às 12:39

Nenhum comentário enviado até o momento.

Novidades do Site


Quer divulgar sua empresa ou está buscando uma empresa florestal?

As mais lidas


Pensamento

A melhor maneira de realizar os seus sonhos é acordar.
Paul Valéry

Vídeo

Bureau de Inteligência

Análise Conjuntural
Editais
Produções Técnicas

Patentes
Cartilha Florestal
Legislação



Publicidade

Mercado

Cotações
Câmbio
Mapa Empresarial


Enquete

O que você acha da implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR)?

Trará benefícios aos produtores rurais
Trará benefícios ao meio ambiente
Trará benefícios apenas para o governo
Trará benefícios aos produtores rurais, ao meio ambiente e ao governo
Não muda a situação dos produtores rurais, nem do meio ambiente

Receba no seu email

Análise Conjuntural

Estudo e análise de especialista sobre o mercado de florestas.

Newsletter

Receba as novidades do setor de florestas no seu email.

Nuvem de Tags


1379 visitas nesta página

Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTAS  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAIS FLORESTAS  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey