POLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS
CIFlorestas
Facebook Twitter RSS
Buscar:  

Patentes

Pesquisa:
Depósito de: Formato Inválido Até: Formato Inválido   Publicação de: Formato Inválido Até: Formato Inválido

INPI - Protocolo: PI0108987-0 A2 / Depósito: 02/03/2001 - Publicação: 1691 / 03/06/2003
Depositante: Swetree Technologies AB (SE)    Inventor: Eriksson, Maria / Israelsson, Maria / Moritz, Thomas / Olsson, Olof    Procurador: Magnus Aspeby
C12N 15/82
A01H 5/00

Árvores Transgênicas apresentando Crescimento, Produção de Biomassa e Comprimento de Fibras Xilemáticas melhorados, e método para sua produção

.  download (0 bytes)
Um objetivo importante em praticamente todos os programas de melhoramento vegetal a nível mundial e a produção de plantas com taxas de crescimento e volume de caule aumentados, e menores tempos de rotação. Tais árvores produziriam mais biomassa por unidade de área. No presente pedido os inventores mostram que quando da superexpressçao de um gene regulatório chave da biossíntese do hormônio vegetal Giberelina (GA) em álamo híbrido (Populus termula X P. tremuloides), são obtidos melhoramentos em características valiosas tais como taxa de crescimento e biomassa. Adicionalmente, estas árvores também apresentam fibras xilemáticas mais longas que as de plantas selvagens não modificadas. Fibras longas são extremamente desejáveis na produção de papel resistente, mas não foi provado (até o momento) ser possível influenciar, esta característica por técnicas tradicionais de melhoramento. Uma vantagem adicional da presente invenção e o fato de permitir a redução ou eliminação do uso de substâncias químicas influenciadoras de crescimento em silvicultura.

INPI - Protocolo: PI0101400-5 A2 / Depósito: 13/02/2001 - Publicação: 1681 / 25/03/2003
Depositante: Universidade Federal de Viçosa (BR/MG)    Inventor: Acelino Couto Alfenas    Procurador: Sylvia Maria Machado Vendramini
A01H 5/06
A01H 17/00; A01H 4/00

Processo de Enraizamento de Eucalyptus Mediado por Rizobactérias

.pdf  download (150.7 Kb)
Esta invenção relaciona-se com as áreas de Microbiologia, Fitopatologia, Patologia Florestal, Silvicultura, Silvicultura Clonal, Engenharia Florestal, Biotecnologia e Fisiologia Vegetal. O objetivo técnico da invenção consiste no uso de Rizobactérias pertencentes a espécies dos gêneros Bacillus, Frateuria, Pseudomonas e Tenotrophomonas para a produção comercial ou de interesse científico de mudas de Eucalyptus e outras espécies arbóreas florestais ou agronômicas, tais como: café, cacao, goiabeira, acacia e Pinus, dentre outras, a partir de estacas, miniestacas ou microestacas.

INPI - Protocolo: PI0100709-2 A2 / Depósito: 11/01/2001 - Publicação: 1653 / 10/09/2002
Depositante: Jessemon Delane Siqueira (BR/MG) / Juliana Thomazi Siqueira (BR/MG)    Inventor: Jessemon Delane Siqueira / Juliana Thomazi Siqueira    Procurador:
B32B 21/04

Revestimento com Fibra de Vidro sobre Superfícies de Madeira

.  download (0 bytes)
A presente invenção que evita os efeitos da abrasão do concreto diretamente sobre a madeira, proporciona assim, menor consumo da madeira em formas para concreto, com substancial diminuição do custo final das formas e menor devastação de florestas.

INPI - Protocolo: PI0016573-5 A2 / Depósito: 22/12/2000 - Publicação: 1652 / 03/09/2002
Depositante: Nihon Nohyaku CO., LTD (JP)    Inventor: Masanori Tohnishi / Eiji Kohno / Hayami Nakao / Tateki Nishida / Takashi Furuya / Toshiaki Shimizu / Akira Seo / Kazuyuki Sakata / Shinsuke Fujioka    Procurador: Momsen, Leonardos & Cia
C07C 233/69
C07C 233/75; C07C 233/78; C07C 271/12; C07C 271/20; C07C 271/28; C07C 275/14; C07C 311/05; C07C 317/28; C07C 323/12; C07C 323/42; C07C 323/43; C07C 335/08; C07D 211/58; C07D 213/30; C07D 212/61; C07D 239/28; C07D 241/24; C07D 285/12; C07D 307/82

Derivado de Diamida Aromática, Produto Químico Agrícola e de Horticultura, e, Método para Aplicar Um Produto Químico Agrícola e de Horticultura

.  download (0 bytes)
Derivados de Diamida aromáticos da fórmula geral: ou seus sais; produtos químicos para o uso agrícola ou hortícola e uso destes [em que A^ 1^ e alquileno C~1-8 ~, alquenileno C~ 3-8~ opcionalmente sustituídos ou coisa parecida; B e 0- ou -N(R^ 4^)- (em que R^ 4^ e H, alquila C~1-6~, haloalquila C~ 1-6~ ou coisa parecida); R^ 1^ e H alquila C~ 1-6~, fenila opcionalmente substituída por um grupo heterocíclico opcionalmente substituído ou coisa parecida; R^ 2^ e R^ 3^ são, cada um, H, cicloalquila C~ 3-6~ ou -A^ 2^-A^ 8^ (em que A^ 2^ e C(=O)-, -C(=S)- ou C(=NR^ 9^)- e R^ 8^ e R^ 9^ são, cada um H, alquila C~ 1-6~ ou coisa parecida); Q^ 1^ a Q^ 5^ são, cada um, carbono ou nitrogênio; X e Y são, cada um, halogênio ciano, nitro, cicloalquila C~ 3-6~, fenila opcionalmente substituída, um grupo heterocíclico opcionalmente substituído ou coisa parecida; N é de 0 a 4; M é de 1 a 5 e Z^ 1^ e Z^ 2^ são cada um, O ou S]. Os produtos químicos acima apresentam efeitos de controle notáveis contra várias pragas de insetos agrícolas, florestais e hortícolas e pragas de insetos em grãos armazenados que danificam arrozais, árvores frutíferas, vegetais, outras plantas de safra, flores, plantas ornamentais ou coisa parecida.
Outras classificações: C07D 309/04; C07D 317/28; C07D 317/46; C07D 319/20; C07F 9/165; C07F 9/24; C07F 9/58; A01N 47/12; A01N 47/16; A01N 47/24

INPI - Protocolo: PI0016551-4 A2 / Depósito: 11/12/2000 - Publicação: 1654 / 17/09/2002
Depositante: Bayer Aktiengesellschaft (DE)    Inventor: Hubert Dyker / Wolfram Andersch / Christoph Erdelen / Peter Loesel / Ralf Nauen    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
A01N 43/72

Composições Praguicidas/PF 1022-221

.  download (0 bytes)
A presente invenção refere-se ao emprego de um ciclodepsispeptídio com 24 membros da fórmula (I), para combater pragas animais na lavoura, em florestas e na proteção do material, bem como composições praguicidas, quem contém este depsipeptídio.

OMPI - Protocolo: WO0125377 / Depósito: 10/10/2000 - Publicação: 7039 / 12/04/2001
Depositante: ASAHI FOODS CO., LTD.; NAGASAWA, Makoto; NUMATA, Hiroyuki    Inventor: NAGASAWA, Makoto; NUMATA, Hiroyuki;    Procurador: IWATANI, Ryo
A23D 9/00
A23D 9/013; A23D 9/02; A23G 1/00; A23L 1/30; C11B 1/02; C11B 1/04; C11B 1/06; C11B 3/16; C11C 3/00

Fat Origination in Cupuassu Seed, Process for Producing the Same and Use Thereof

.  download (0 bytes)
Cupuassu fat which is free from any analeptic substances such as caffeine or theobromine and useful in keeping good health; and health foods such as chocolate-like products manufactured by using the same. Health foods containing cupuassu fat originating in cupuassu seed.

INPI - Protocolo: PI0011322-0 A2 / Depósito: 02/06/2000 - Publicação: 1626 / 05/03/2002
Depositante: Genesis Research & Development Corporation Limited (NZ) / Rubicon Forest Holdings Limited (NZ)    Inventor: Barry Flinn / Annette Lasham    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
C12N 15/29

Composições que Afetam a Morte Programada de Células e seu Uso na Modificação do Desenvolvimento de Plantas Florestais

.  download (0 bytes)
A presente invenção refere-se a novos polinucleotídeos isolados, associados com a morte programada de células e diversos mecanismos de desenvolvimento de plantas, junto com constructos genéticos compreendendo tais sequências. São também descritos os métodos para modulação do teor, estrutura e metabolismo de plantas florestais, particularmente para a modulação de PCD e diversos mecanismos de desenvolvimento de plantas em plantações florestais, os métodos compreendendo a incorporação de um ou mais polinucletídeos ou contructos genéticos da presente invenção no genoma de uma planta florestal.

INPI - Protocolo: PI0003264-6 A2 / Depósito: 24/04/2000 - Publicação: 1575 / 13/03/2001
Depositante: Gilberto Libardi (BR/SP)    Inventor: Gilberto Libardi    Procurador: Nova Marca Consultores Associados Ltda
B65D 5/06
B65D 85/52

Embalagem Ecológica para Reflorestamento

.  download (0 bytes)
Refere-se o presente invento a uma embalagem ecológica em forma de um triângulo isósceles constituída por um suporte fabricado em papelão micro ondulado, descartável e reciclável, em face dos materiais utilizados, desenhado com recortes especiais para ocupação dos espaços existentes nas laterais para merchandising e publicidade ou propaganda institucional, veiculada por órgãos governamentais ou entidades não governamentais com interesse no ecossistema, cuja montagem é feita através dos encaixes, sem utilização de colas, grampos ou qualquer outro tipo de fixador, através da primeira e segunda dobras formando uma base, fixadas pelas abas e encaixes; aba e encaixe; aba e encaixe; aba e encaixe, e a aba e encaixe; e introdução de suporte em forma trapezoide na base para apoio dos copos utilizados para o plantio da semente e absorção do excesso de água, que resultará em uma muda de árvore nativa ou exótica para aplicação ecológica, decorativa, comercial, industrial e educacional, utilizado para reflorestamento de matas, savanas, cerrados, caatingas e florestas.

INPI - Protocolo: PI9906104-0 A2 / Depósito: 22/11/1999 - Publicação: 1590 / 26/06/2001
Depositante: Jocelin Santana (BR/ES)    Inventor: Jocelin Santana    Procurador: Marcos Antonio Vieira
A01G 23/02

Cabeçote Colhedor Florestal

.  download (0 bytes)
Cabeçote Colhedor Florestal trata-se da invenção de cabeçote hidráulico, roletes de apoio, faca fixa, facas móveis, superiores e inferiores, do lado direito e do lado esquerdo, rolos dentados descascadores direito e esquerdo, estes rolos exercem pressão sobre a tora de madeira que, além de descascar ajuda a aliviar carga sobre as facas descascadoras acima indicadas TILT tem como finalidades: A) articular o cabeçote vertical para abraçar a árvore em pé, cortá-la e B) fazer a articulação para a posição horizontal para descasque e o traçamento das toras através da serra. Um sistema denominado DASA é o encarregado da medição dos diâmetros das toras e fazer a integração da cubagem ao processador instalado na cabine da máquina base. O cabeçote deverá ser instalado na extremidade da lança da máquina base, para tanto, exige-se que esta máquina seja capaz de suprir fluido hidráulico, numa pressão de trabalho de 250 BAR e numa vazão mínima equivalente a 280 (Litros/min.) de óleo hidráulico. Os rolos descascadores, bem como as facas descascadoras móveis são movimentadas através de cilindros hidráulicos adequadamente instalados para essa finalidade. A finalidade principal do sistema, ora inventado e a colheita de árvores, através de um cabeçote dimensionado para tais operações. As vantagens em relação so sistema convencional, destacam-se 1º) pelo menos custo final da colheita, tendo em vista a velocidade operacional, 2º) pelo fator de segurança no trabalho do sistema em relação ao trabalho braçal operado através do manuseio de serras que, na prática, vem ocorrendo acidentes de trabalho de proporções lamentáveis, seja por motivo de operação inadequada das serras manuais ou por imprudência do operador. A preservação do meio ambiente devido ao uso do sistema, ora proposto, tem muito a ganhar tendo em vista que, as cascas da madeira esmagadas pelos rolos dentados integram diretamente ao solo adubando-o numa proporção iminentemente natual, isto não acontece no sistema convencional que destaca as toras empilhadas numa área determinada que após a operação, as cascas são queimadas.

INPI - Protocolo: PI9912215-4 A2 / Depósito: 25/06/1999 - Publicação: 1581 / 24/04/2001
Depositante: Genesis Research & Development Corporation Limited (NZ) / Fletcher Challenge Forests Limited (NZ)    Inventor: Ilkka Jaakko Ilavukkala / Leonard Nathan Bloksberg / Matthew Glenn    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
C12Q 1/68
C07H 21/04

Marcadores de Microssatélite de Planta e Métodos para seu Uso

.  download (0 bytes)
As sequências de microssatélite e sequências de flanqueamento associadas isoladas de espécies de Silvicultura são providas, junto com métodos para o uso de tais sequências na detecção de marcadores genéticos polimórficos. Os kits compreendendo primeres de Oligonucleotídeo e/ou sondas de hibridização para uso em tais métodos são providos. Os veículos de estocagem tendo sequências de microssatélite, sequências de flanqueamento, primeres, sondas e outros, são também providos.

INPI - Protocolo: MU7900727-9 Y1 / Depósito: 31/03/1999 - Publicação: 1567 / 16/01/2001
Depositante: Pedro Orlanda (BR/SP)    Inventor: Pedro Orlanda    Procurador: Vilage Marcas & Patentes S/S Ltda.
A01C 5/08
A01B 49/04

Disposição Introduzida em Plantadora com Adubação Intermitente para Cultura de Árvores Florestais e Similares

.  download (0 bytes)
idealizada a fim de efetuar a plantação de mudas de arvores florestais, de modo a promover a economia de material, tempo e mão-de-obra, além da obtenção de um plantio perfeito, aumentando assim não só a quantidade de mudas que vingam e se tornam árvores, mas também gerando um desenvolvimento mais acelerado, sendo esta plantadora caracterizada por ser constituída de um carrinho(1) de arrasto, formado por um chassi(2) cuja extremidade é dotada de um sistema de regulagem(3) determinando a altura com relação ao dispositivo de engate de três pontos(4) paralelogramo, que sustenta o banco(22) e o silo(12) através de colunas(21 e 11), bem como o eixo(15) da roda de apoio(16) através dos suportes laterais(14), cujo movimento giratório é transmitido através de rodas dentadas, engrenagens e correntes cobertas por carcaças(58), para o dispositivo sincronizado de pega e soltura da muda(27) totalmente regulável, formado por um disco giratório(28) que contém um braço(29) e um contra peso(30), e dispositivo para aplicação intermitente de adubo(13) no solo, que deposita o adubo no local da plantação, em quantidade e extensão conforme determinado, após a passagem do sulcador(57) que abre a terra, a colocação da muda pelo dispositivo(27) e simultamentamente com o fechamento da terra efetuado pelo dispositivo compactação da terra(45), composto por um par de rodas(46) acompanhadas de raspadores de lama(56), sendo estas totalmente regulável com relação ao espaçamento entre elas, a altura e a inclinação.

INPI - Protocolo: PI9902175-7 A2 / Depósito: 19/02/1999 - Publicação: 1546 / 22/08/2000
Depositante: Elcio Djalma Hoppe (BR/SC)    Inventor: Elcio Djalma Hoppe    Procurador: City Patentes e Marcas Ltda.
A01G 9/02

Bandejas Plásticas Germinadoras de Sementes

.  download (0 bytes)
A presente invenção refere-se a bandejas germinadoras de sementes, produzidas em material plástico e compostas por um conjunto de células tronco-piramidais invertidas com furo transpassante, essas bandejas possuindo características particulares que têm por objetivo proporcionar ao agricultor um processo diferenciado de germinação de sementes, para utilização racional principalmente na fumicultura, horticultura, floricultura e fruticultura, com enormes vantagens em relação aos processos do estado da arte, resultando em resistência, economia e eficiência para o fim a que se prestam, e ainda com grande preocupação com relação à higienização/desinfecção para reaproveitamento das bandejas, e com relação à preservação do meio ambiente, pois o material plástico empregado possui a resistência adequado e permite a produção de peça única, sem emendas, evitando infiltração de terra ou sujeiras, além de ser totalmente reciclável. As bandejas em questão constituem-se basicamente de: superfície plana superior com orifícios correspondentes a base superior maior das células que compoem as bandejas, simetricamente distribuídos pela mesma de modo a compor um conjunto de hastes plantas longitudinais e transversais; células tronco-piramidais invertidas, com furo passante em sua base inferior menor, estas células unidas as hastes e pela face inferior destas últimas; bordas contornantes, frontal, laterais e posterior, de altura correspondente a altura das células, unidas a superfície plana superior e com o contorno inferior livre de modo a deixar a face inferior das bandejas aberta; estrias contínuas e parciais, com altura equivalente a das bordas contornantes, e dispostas longitudinal e transversalmente sobre a face inferior das bandejas; nervuras contínuas de pouca altura, paralelas as estrias; pontos e hastes de reforço, distribuídos convenientemente na face inferios das bandejas de modo a estabilizar o conjunto; e câmaras de ar de dimensões variadas, delimitadas pelas bordas contornantes e pela disposição espaçada das estrias e, estas câmaras possibilitando a flutuação das bandejas (Sistema "FLOAT", principalmente para uso na fumicultura), ou a utilização em sistema "suspenso", principalmente para horticultura, floricultura e fruticultura.

INPI - Protocolo: PI9806361-8 B1 / Depósito: 03/12/1998 - Publicação: 1539 / 04/07/2000
Depositante: Álvaro Lúcio (BR/MG) / Antônio Delfino Santos Neto (BR/MG) / Campelo Participações e Consultorias Ltda. (BR/MG) / Vitor Sergio de Sousa (BR/MG) / PCE Participações, Consultoria e Engenharia Ltda. (BR/    Inventor: Álvaro Lúcio / Antônio Delfino Santos Neto    Procurador: Carlos José dos Santos Linhares
C10B 49/02

Processo e Forno para a Destilação Destrutiva da Madeira visando a Obtenção do Carvão Vegetal e/ou Recuperação dos Produtos Voláteis da Madeira, ou a Obtenção da Madeira Anidra

.  download (0 bytes)
O processo de carbonização da madeira consiste em submetê-la a um tratamento térmico em temperaturas mais elevadas que a ambiente, em uma atmosfera controlada, se possível isenta de oxigênio livre. No relatório anterior descrevemos um reator vertical no qual os processos de secagem, pirólise e resfriamento do carvão vegetal se efetuam em partes independentes do reator. Mas este reator exige o corte da madeira em pequenas toras com no máximo 30 centímetros de comprimento, o que inviabiliza economicamente a utilização do mesmo para a carbonização da madeira no Brasil. Ele é adequado somente para material vegetal de pequenas dimensões, tais como coco de babaçu, casca de coco e resíduos vegetais em geral. A presente invenção se refere a um processo e fornos independentes para a secagem e pirólise da madeira, e um vaso independente para o resfriamento do carvão vegetal. Neste processo, os produtos voláteis - gases não condensáveis e vapores pirolenhosos condensáveis - são queimados em uma câmara independente para a geração do calor necessário ao processo. Resulta que a queima de parte da madeira é evitada e que produtos condensáveis poluentes não são lançados para a atmosfera. Os fornos propostos pela presente invenção permitem um controle preciso do processo, obtendo-se assim o teor de carbono fixo que se desejar, e um maior rendimento da carbonização, que por sua vez significa um aumento da reserva florestal, quer nativa, quer cultivada. Nos fornos independentes de pirólise e de secagem propostos pela presente invenção, gases efluentes de uma câmara de combustão localizada externamente, percorrem o forno de secagem e em seguida o vaso de resfriamento, aquecendo a coluna sólida de secagem e resfriando o carvão vegetal no reator de resfriamento. Na câmara de combustão há um trocador metálico de calor, que transfere calor dos gases combustos para parte dos gases produzidos no forno de pirólise, gases estes que irão aquecer a carga sólida de madeira no forno de pirólise e fornecer o calor necessário a carbonização, funcionando portanto como um fluido térmico. No método por nós idealizado é possível interromper o processo de carvoejamento na fase de secagem, visando a obtenção de madeira anidra, um excelente combustível. Os conceitos fundamentais do processo que idealizamos são: 1 - aquecimento da coluna sólida de madeira da qual se deseja extrair voláteis no forno de pirólise, pelos próprios voláteis que se deseja extrair, tal como no reator descrito no relatório anterior. 2 - o processamento da pirólise, da secagem e do resfriamento, em reatores independentes, reatores estes que permitem grande flexibilidade no que se refere ao fluido térmico de transmissão de calor.

INPI - Protocolo: PI9804452-4 A2 / Depósito: 22/10/1998 - Publicação: 1530 / 02/05/2000
Depositante: Laerte José Decussatti (BR/RS)    Inventor: Laerte José Decussatti    Procurador: Juares de Araújo Ruiz
A62C 3/02

Equipamento de Combate ao Fogo em Incêndios Florestais

.  download (0 bytes)
Refere-se a um equipamento de combate ao fogo em incêndios florestais, situado junto ao setor tecnológico de equipamentos destinados a extinção fogo em incêndios. Sabe-se que, atualmente, quando ocorre um incêndio em florestas, existe uma grande dificuldade para que se possa extinguir o sinistro, o qual acaba se propagando por áreas muito extensas, gerando prejuízos económicos e aniquilando grandes extensões de vegetação, muitas vezes nativas e mantenedora de reservas biológicas e animais preciosas para a humanidade, sem falar na poluição que acabam produzindo e lançando para a atmosfera. Diante disso, caracteriza-se um equipamento de combate ao fogo em incêndios florestais, que compreende, básica e essencialmente, um receptáculo (1), contenedor de gás em volume comprimido, o qual é circundado por uma câmara (2), dita de expansão dos gases do receptáculo (1), mediante o acionamento da válvula (3); sendo que, tanto o receptáculo (1), quanto a câmara (2), estão concentricamente posicionados no interior de um reservatório contenedor de produto inibidor da combustão (4), o qual poderá ser provido de pontos de enfraquecimento de sua estrutura (5), de modo a auiliar em sua desintegração.

INPI - Protocolo: PI9802964-9 B1 / Depósito: 18/08/1998 - Publicação: 1531 / 09/05/2000
Depositante: Álvaro Lúcio(BR/MG)/Antônio Delfino Santos Neto(BR/MG)/PCE Participações,Consultoria e Engenharia Ltda.(BR/MG)/Vítor Sérgio de Sousa(BR/MG)/Campelo Participações e Consultorias Ltda.(BR/MG)    Inventor: Álvaro Lúcio / Antônio Delfino Santos Neto    Procurador: Carlos José dos Santos Linhares
C10B 49/02

Processo de Obtenção do Carvão Vegetal em um Reator Contínuo com Aproveitamento dos Constituintes Gasosos Combustíveis Resultantes da Pirólise da Matéria Vegetal como Fonte do Calor Necessário para o Processo

.  download (0 bytes)
O processo de carbonização da madeira consiste em subsmetê-la a um tratamento térmico, em temperatura mais elevadas que a ambiente, em uma atmosfera controlada, se posível isenta de oxigênio livre. Durante o processo de carbonização, há uma decomposiç!ão da madeira pelo efeito da temperatura resultando em um produto sólido - carvão vegetal - e matéria volátil parte da qual pode ser condensada. No Brasil, o carvão vegetal é obtido em fornos primitivos, nos quais parte da madeira é queimada para o fornecimento do calor necessário ao processo. Além disto, gases condensáveis - altamente poluentes são lançados para a atmosfera. A presente invenção se refere a um processo no qual os constituintes dos produtos voláteis são queimados em uma câmara independentes para a geração do calor necessário ao processo. Resulta que a queima de parte da madeira é evitada e que prosutos condensáveis poluentes não são lançados para a atmosfera. O reator proposto pela presente invenção permite um controle preciso do processo, obtendo-se assim o teor de carbono fixo que desejar, e um maior rendimento da carbonização, que por sua vez significa um aumento de reserva florestal, quer nativa, quer cultivada. No reator proposto pela presente invenção, gases combustos efluentes em uma câmara de combustão localizada externamente, percorrem a zona de secagem e de resfriamento do reator, em contracorrente, aquecendo a coluna sólida na zona de secagem, e resfriando o carvão vegetal na zona de resfriamento. Na câmara de combustão há um trocador metálico de calor, que transfere calor dos gases combustos para parte dos gases produzindo na pirólise, gases estes que irão aquecer a carga sólida de matéria vegetal na zona de pirólise e fornecer o calor necessário as reações de carbonização. O conceito fundamental do processo que idealizamos, é o aquecimento da coluna sólida de matéria vegetal da qual se deseja extrair voláteis pelos próprios voláteis que se deseja extrair.

INPI - Protocolo: PI9811778-5 A2 / Depósito: 06/08/1998 - Publicação: 1549 / 12/09/2000
Depositante: Bayer CropScience AG (DE)    Inventor: Guenter Schlegel    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
C07D 231/06

Processo para a Preparação de Derivados de Ácido 1-Fenilpirazolin-3-Carboxílico

.pdf  download (86.8 Kb)
A presente invenção refere-se a um processo para a preparação de derivados de ácido 1-Fenilpirazolin-3-Carboxílico da fórmula geral (III), em que tal método compreende a reação de hidrazonas da fórmula geral (I) com olefinas da fórmula geral (II) usando uma base como catalisador. Nas fórmulas mencioandas acima, PH representa uma fenila eventualmente substituída, R^ 1^ representa hidrogênio ou alquila R^ 2^ e R^ 3^, independentes um do outro , representam hidrogênio, halogênio, ciano, um radical orgânico eventualmente substituído ou R^ 2^ e R^ 3^ formam juntos com o átomo de carbono que os porta um composto cíclico saturado ou parcialmente saturado contendo 5 ou 6 átomos. X represente amino, hidroxi, alcoxi, cicloalcoxi, alquilamino, dialquilamino, alquiloxialquiloxi, trialquilsililoxi ou trialquilsililmetiloxi e Y representa cloro ou bromo. Esta reação é efetuada em um sistema bifásico contendo uma fase orgânica e uma fase aquosa aplicando uma amina estericamente impedida e eventualmente uma outra base. Os derivados de ácido 1-Fenilpirazolin-3-Carboxílico da presente invenção podem ser aplicados como agentes fito-protetores, isto é, como agentes para proteger eficientemente culturas na lavoura ou Silvicultura contra efeitos indesejados devido a aplicação de herbicidas.

INPI - Protocolo: PI9814101-5 B1 / Depósito: 28/04/1998 - Publicação: 1814 / 11/10/2005
Depositante: Bengt Sörvik (SE)    Inventor: Bengt Sörvik    Procurador: Daniel & Cia
A01G 23/00

Método de Colheita de Madeira e Sistema para Engenharia Florestal

.  download (0 bytes)
Método e sistema para Engenharia Florestal, em especial para colheita por meio de uma máquina ceifadeira, compreendendo um veículo e uma disposição de colheita montada no mesmo, se baseando no fato de que pelo menos um dispositivo de determinação, capaz de determinar a posição da máquina ceifadeira por meio de sinais externos, sem fio, que podem ser recebidos, se encontra disposta na máquina ceifadeira. Um dispositivo de marcação adaptado para aplicar uma marcação em peças de madeira obtidas de árvores, se encontra diposto na máquina ceifadeira. Uma unidade de controle, de preferência um computador, se encontra disposto na máquina ceifadeira, a fim de controlar o dispositivo de marcação, para marcar a peça de madeira com uma informação de posicionamento ou um código correspondente a mesma, por meio da informação de posicionamento recebida através do dispositivo de determinação de posição.

INPI - Protocolo: PI9801957-0 A2 / Depósito: 27/04/1998 - Publicação: 1529 / 25/04/2000
Depositante: Iray Rodrigues (BR/SP)    Inventor: Iray Rodrigues    Procurador: O Próprio
A62C 3/02

Bomba Plástica para Combate a Incêndios Florestais

.  download (0 bytes)
Produto revolucionário no combate a incêndios florestais, não causa danos a natureza pois é biodegradável e seu combustível é água. Pode ser utilizada para lançamento com avião ou helicóptero. Para ser lançada de avião, a mesma deverá ser alojada em gaiolas tipo cubo com varal interno, para as bombas serem penduradas e facilitar o carregamento, e posterior armazenamento. Para uso de helicóptero deverá ser utilizado gaiolas tipo balde ou concha também com varal interno para tornar mais fácil seu carregamento e utilizando o menor número de pessoas. Os acessórios gaiolas tipo cubo, balde ou concha são peças que serão pré-moldadas conforme o tipo de aeronave a ser utilizado podendo ser avião tipo Búfalo, Hércules, C-130, B-52, até em helicópteros militares.

INPI - Protocolo: PI9807934-4 A2 / Depósito: 06/03/1998 - Publicação: 1520 / 22/02/2000
Depositante: Minnesota Mining And Manufacturing Company (US)    Inventor: Ashok Sengupta / Kent E. Nielsen / Galina Barinshteyn / Kai Li    Procurador: Momsen, Leonardos & CIA.
B01J 13/16
A01N 25/28

Processos para Encapsular um Material Orgânico e para Combate a um Organismo de Praga na Agricultura, na Horticultura ou na Floresta, e, Microcápsulas Compostas de um Material que é Parcialmente Miscível em Água

.pdf  download (74.1 Kb)
Um processo para encapsular um material orgânico parcialmente miscível em água, dentro de uma casca de poliuréia ou de poliuretano, é fornecido utilizando-se uma amina terciária solúvel em água na dispersão de reação. Microcápsulas e processos de uso de microcápsulas são também fornecidos.

INPI - Protocolo: PI9704514-4 A2 / Depósito: 18/07/1997 - Publicação: 1492 / 10/08/1999
Depositante: Josapar Joaquim Oliveira S.A. Participações (BR/RS)    Inventor: Mario Valnei Hell Wig Neitzel    Procurador: Marpa Consultoria & Assessoria Empresarial Ltda
C05F 11/02

Substrato Agrícola

.pdf  download (20.1 Kb)
Refere-se o presente relatório de patente de invenção ao desenvolvimento de um substrato agrícola destinada a substituir os substratos conhecidos, garantindo um desenvolvimento tão bom quanto o da vermiculite, além de ser composto pois materias disponíveis e de baixo custo. O produto é elaborado com minerais ditos fossilíferos, turfa (combustível fóssil derivado de substâncias vegetais de natureza celulósica) e carvão; casca de carbonizada e/ou in natura e fertilizantes minerais, sendo que a composição é específica para cada tipo de cultura. Para a cultura do fumo temos a seguinte composição: - Turfa: 60% P/P; - Casca Carbonizada: 25,0% P/P; - Carvão Moído: 15,0 P/P; - Nitrogênio: 150 PPM; - Fósforo: 350 PPM; - Potássio: 500 PPM. Para os demais segmentos de mercado (Floricultura, Plantas ornamentais, Reflorestamento, Citro, etc.), devem ocorrer ajustes na formulação básica, bem como na adiçao de fertilizantes.

INPI - Protocolo: PI9704812-7 A2 / Depósito: 13/06/1997 - Publicação: 1461 / 05/01/1999
Depositante: Otávio Bezerra Sampaio (BR/PR) / Vilmar Henemann (BR/PR) / Guido Assunção Ribeiro (BR/MG)    Inventor: Otávio Bezerra Sampaio / Vilmar Henemann / Guido Assunção Ribeiro    Procurador:
A62C 3/02

Painéis Contra Incêndio

.pdf  download (109.4 Kb)
A presente invenção, consiste na utilização de materiais resistentes ao fogo (tecidos anti-chamas, amianto, lonas, placas metálicas), em forma de Painéis contra Incêncio, que combinados com a técnica de contra fogo, proporcionam um método e uma técnica que resultam em eficiente barreira física, em atividades de queima controlada e de combate a incêncios, principalmente florestais, controlando a propagação do fogo. este método contribuirá para a melhoria da eficiência das atividades de queima controlada e de combate a incêndios, reduzindo o tempo, a mão-de-obra e os custos gastos em atividades de combate a incêndios, aumentado a segurança em atividades de queima contralada. Os Painéis contra Incêndio na forma de pequenos retângulos podem ser constituídos de materiais resistentes ao fogo (1), com orifícios (2) que servem para conectar os retângulos entre si (3). Os Painéis contra Incêndio também podem ser utilizados em forma de grandes retângulos, na forma de rolos (4). A sequência do trabalho de campo inicia com um operador munido de ferramento manual, construindo uma trilha na vegetação (com aproximadamente 30 cm de largura) (5), onde os Painéis contra Incêndio serão inicialmente colocados - na forma de pequenos retângulos, conectados entre si, ou na forma de grandes retângulos - paralelamente a frente do incêndio, a partir de uma das laterais do incêndio (6). Outro operador, munido de um pinga fogo inicia o contra fogo a partir dos Painéis contra Incêndio (7). A medida que o aceiro é contruído em um determinado local, com a ajuda do contra fogo, os Painéis contra Incêndio serão removidos para as frentes seguintes do incêndio (8). Concluída a operação de combate, inicia-se a operação de rescaldo da área queimada (Figura 13), com operador munido de Bomba Costal (9), abastecidos com água, para evitar que o incêndio reinicie.

INPI - Protocolo: MU7601326-0 U2 / Depósito: 04/09/1996 - Publicação: 1439 / 21/07/1998
Depositante: José Deoclides Provim (BR/SC)    Inventor: José Deoclides Provim    Procurador: Mundial - Marcas e Patentes Ltda.
E04G 13/02

Forma Pré-moldada para Concretagem de Pilares

.pdf  download (78 Kb)
Caracterizada por ser fabricada em concreto, possuir dimensões padronizadas, ser constituída por quatro paredes (1) com reforços de aço (2) nos cantos, em comprimentos pequenos, funcionando como forma deslizante ascendente. Dispensa totalmente a utilização de madeira, ajuda a preservar recursos florestais, reduz custos de mterial e mão-de-obra, bem como acelera o processo construtivo.

INPI - Protocolo: PI9603376-2 A2 / Depósito: 09/08/1996 - Publicação: 1429 / 12/05/1998
Depositante: Bayer Aktiengesellschaft (DE)    Inventor: Hilmar Wolf / Ulrike Wachendorff Neumann / Christoph Erdelen / Norbert Mencke / Andreas Turberg / Ernst Rudolf Gesing / Wolfram Andersch    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
C07D 487/02
A01N 43/90

Tetrahidro-5-Nitro-Pirimidinas Substituídas

.  download (0 bytes)
A presente invenção refere-se as novas Tetrahidro-5-Nitro-Pirimidinas Substituídas da fórmula, de acordo com a reinvindicação 1, na qual N, R^ 1^, R^ 2^ tem o significado dado na descrição, a um processo para a sua preparação e ao seu uso para o combate de pragas animais, especialmente os insetos aracnideos e nematóides, os quais são encontrados na agricultura, na floresta, na proteção de produtos armazenados e de materias, e no setor da higiene.

INPI - Protocolo: MU7600492-9 U2 / Depósito: 05/03/1996 - Publicação: 1339 / 30/07/1996
Depositante: Genoir Sebastião Zavaschi (BR/PR)    Inventor: Genoir Sebastião Zavaschi    Procurador: Antônio Buiar
A01B 59/04

Disposição Proporcionada a Implemento Mecânico Utilizável como Carregador Florestal

.pdf  download (19.7 Kb)
Patente de modelo de utilidade de Disposição Proporcionada a Implemento Mecânico Utilizável como Carregador Florestal, compreendendo aperfeiçoamentos introduzidos na lança (6), no telescópio (7), no braço (8), na coluna (9), na caixa de giro (10) e nas sapatas (12), objetivando melhor estabilização do equipamento, maior rapidez na rotação de até 360º, funcionamento mais rápido na operação de carregamento e agilidade no transporte das toras de madeira de quaisquer diâmetros.

INPI - Protocolo: PI9600181-0 A2 / Depósito: 16/01/1996 - Publicação: 1401 / 07/10/1997
Depositante: Tarciso José D Avila (BR/AM)    Inventor: Tarciso José D Avila    Procurador:
C05F 11/08

Humus Perfectum - Composto Orgânico para Correção da Acidez do Solo

.  download (0 bytes)
Processo de fabricação de composto orgânico usando apenas folhas de vegetais da cura e fermentação em forno escuro com temperatura controlada que não permite o desenvolvimento de bactérias produtoras de acidez e cultura de um fungo Bolor, existente na floresta amazônica dando-nos um composto orgânico que além de fertilizar o solo, eleva o pH para próximo de 7 dispensando a calagem.

INPI - Protocolo: PI9508986-1 B1 / Depósito: 26/07/1995 - Publicação: 1572 / 20/02/2001
Depositante: Amrona AG (CH)    Inventor: Winfried Rosenstock / Reinhard Ries    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
A62C 3/02
A62C 39/00; A62C 35/08; B21B 1/00; F42D 3/00

Método e Dispositivo para Extinção de Incêndio

.pdf  download (79 Kb)
Um dispositivo para a extinção de incêndio, e a utilização do dispositivo para a proteção estacionária e de objetos específicos, e para a diminuição da poeira durante as operações de detonação, é um método para a extinção de incêndio em florestas ou terrenos com o dispositivo extintor. O dispositivo extintor compreende um container para receber um agente extintor, e um explosivo no container, por meio da detonação do qual o agente extintor é aspergido para formar uma névoa, e lançado ao fogo. Para aumentar a flexibilidade e eficácia em uso prático, o container consiste em uma mangueira flexível (2) que pode ser fechada em ambas as extremidades. O método de extinção de incêndio em florestas ou terrenos com o presente dispositivo requer que a mangueira (2) seja colocada em frente ao fogo (8), enchida com agente extintor (10) e explodida por meio detonação de explosivo.

INPI - Protocolo: MU7501719-9 U2 / Depósito: 14/07/1995 - Publicação: 1394 / 19/08/1997
Depositante: José Carlos Simioni (BR/PR)    Inventor: José Carlos Simioni    Procurador: A Criativa Marcas e Patentes S/C Ltda.
A62C 11/00

Reservatório Móvel para Combate a Incêndio e Abastecimentos

.  download (0 bytes)
Refere-se a nova concepção para combater incêndios prediais ou florestais e para prover abastecimentos de água em regiões sujeitas a secas ou em bebedouros de animais em fazendas, idealizado para transportar tanto líquidos como sólidos, em particular águas ou produtos químicos para combate a incêndios, sendo um ótimo acessório para o corpo de combeiros, que supera as limitações e os incovenientes dos meios atualmente utilizados, pois sua construtividade foi idealizada para alcançar todos os pontos de um incêndio, acessíveis por helicoptero ou sistema de içamento.

INPI - Protocolo: PI9508067-8 B1 / Depósito: 22/06/1995 - Publicação: 1530 / 02/05/2000
Depositante:    Inventor: Gunnar Nilsson    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
B27B 25/02

Rolete de Avanço

.  download (0 bytes)
A presente invenção refere-se a um rolete de avanço amortecedor, e, mais particularmente, a um rolete de avanço ajustável resilientemente conduzido para uso em uma unidade de colheita de um processador florestal. O rolete de avanço inclui um corpo, que é acionado em torno de um eixo rotacional, um manto, que se destina ao engate com o tronco de uma árvore e que é espaçado radialmente em torno do corpo, e elementos resilientes frouxamente disposto no espaço entre o corpo e o manto. Os elementos resilientes funcionam para transmitir forças resilientemente radiais que atuam entre o corpo e o manto. A invenção é caracterizada pelo fato de que os elementos resilientes são removivelmente dispostos entre os elementos de garra que são distribuídos uniformemente em torno da circunferência do espaço radial e montados alternadamente no corpo e no manto. Os elementos de garram coatuam com os elementos resilientes para transmitir forças que atuam radialmente e perifericamentem entre o corpo e o manto.

INPI - Protocolo: PI9502240-6 A2 / Depósito: 16/06/1995 - Publicação: 1303 / 21/11/1995
Depositante: Estelar Com. Ind. Imp. e Export Ltda (BR/SP)    Inventor: Celso Fehr    Procurador: Odeon Marcas e Patentes S/C Ltda
A62B 7/02
A61M 16/00

Cilindro Gerador de Oxigênio para Múltiplos Empregos

.pdf  download (53.1 Kb)
O cilindro objeto desta patente destina-se pelas suas dimensões e portabilidade a múltiplos empregos em qualquer situação, seja em aplicações terapêuticas, seja no trato agrícola, silvícula, veterinário, etc.

INPI - Protocolo: PI9501151-0 A2 / Depósito: 17/03/1995 - Publicação: 1523 / 27/05/1997
Depositante: Carlos Cardoso Machado (BR/MG)    Inventor: Carlos Cardoso Machado    Procurador:
B27L 1/00

Descascador de Toras Móvel por Fricção Mecânica

.pdf  download (25 Kb)
A presente invenção tem a função de retirar a casca de toras de Eucalipto e Pinus para a produção de celulose e papel através de fricção mecânica, proporcionando uma elevada produtividade e com bom nível de qualidade se comparado aos descascadores tradicionais, bem como oferecendo custo operacional e de produção relativamente baixos. Além do mais, por ser uma máquina de baixa tara não compacta o solo, contribuindo para garantir um bom incremento da floresta e a preservação do meio ambiente. O dito descascador é constituído por dois berços de entrada (5) e de saída (1) que sustentam a tora durante o descascamento. Os rotores empurradores (4) prendem a tora e a leva em direção aos rotores descascadores (3) onde é retirada a casca. Os rotores puxadores (2) prendem a tora na saída garantindo a estabilidade do descasque. Todo o conjunto é montado sobre um eixo com duas rodas (7) sendo protegido por uma caixa metálica de segurança (8). O descascador é autopropelido por um motor diesel com potência em torno de 12 Kw, refrigerado a ar e monocilíndrico, o qual aciona o sistema motriz e o sistema de alimentação da máquina.

INPI - Protocolo: PI9403819-8 B1 / Depósito: 22/09/1994 - Publicação: 1266 / 07/03/1995
Depositante: Aracruz Celulose S/A (BR/RJ)    Inventor: Eloi Jacob Marcon / Altair Lacerda de Oliveira / Iran Bernardi / Dalmo José Sardinha Tavares    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
A01G 23/06

Veículo Limpador-desbrotador para Solo Florestal

.pdf  download (90.6 Kb)
Patende de invenção de Veículo Limpador-desbrotador para Solo Florestal, em que o veículo (2) é puxado por máquina (1) que ainda o supre de energia de rotação; o veículo (2) limpador-desbrotador é equipado com defletor frontal (E) ou defletor único (Y), que desloca lateralmente galhos caídos no solo, e defletores (D) traseiros que deslocam lateralmente brtotos arrancados de tocos (2), o veículo (2) deixando faixa limpa (L) nos tocos (T) e solo, a medida que se desloca no solo florestal. A energia de rotação suprida ao veículo (2) limpador-desbrotador é feita pela tomada de força (M), que é transmitida a caixa de engrenagens (5), polias, correias (7) ou hidrualicamente, diretamente ou não ao eixo de elemento (9) rotativo que prende correntes rotativas (10) que golpeiam brotos dos tocos (Z) para limpá-los, (T), e golpeia também o solo (ou unicamente, quando não há todos (2)) para limpeza total da faixa (2). O elemento (9) rotativo e suas correntes (10) possuem regulagem de altura em relação ao solo.

INPI - Protocolo: PI9407629-4 A2 / Depósito: 22/08/1994 - Publicação: 1364 / 21/01/1997
Depositante: SRP Industries Ltd. (CA)    Inventor: Raymond T. Woodhams / Dedo Suwanda / Arunas A. Pabedinskas / Vicent Weixing Zhou    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
B29C 47/94
B29C 47/88; B29C 47/90

Processo para a Produção de Produtos Termoplásticos tendo Componentes Orientados

.pdf  download (119.3 Kb)
A presente invenção apresenta um processo para a produção contínua de um produto termoplástico tendo componentes orientados. O composto termoplástico pode incluir uma carga. De preferência o material de carga é caracterizado por razões de aspecto (comprimento para diâmetro) altas. A carga pode ser um carga inorgânica tal como flocos de mica e talco, fibras curtas de vidro e de carbono ou materiais celulósicos orgânicos derivados de subprodutos de madeira/floresta e subprodutos agrícolas. Plásticos tais como poliolefinas, vinilas, estirênicos, poliesteres e policarbonatos podem ser usados. O processo pode ser usado para a produção tanto de produtos de espuma como de produtos substancialmente sólidos de vários formatos, que podem ter resistência flexural/de dobramento e módulo 2 - 10 vezes maiores que os produtos produzidos de forma convencional feitos do mesmo material de plástico/polímero (espumado e não espumado). O produto produzido pelo processo pode ter concentrações de carga tão altas quanto 75%. O produto é feito por um processo de extrusão que orienta o polímero termoplástico e a carga, quando presente, na direção longitudinal durante a extrusão, e que impede o relaxamento do polímero termoplástico dessa forma preservando substancialmente a orientação trnasmitida. Com relação as modalidades com núcleo espumado inteiriças, o conjunto de matriz é projetado para facilitar a orientação das moléculas do polímero e das partículas de carga, quando presentes, para produzir um revestimento orientado; para formar uma cavidade no composto termoplástico; para espumar o composto termoplástico dentro da cavidade devido a ação de um agente espumante; e para resfriar o composto termoplástico para formar um produto integralmente espumado.

INPI - Protocolo: PI9403183-5 A2 / Depósito: 05/08/1994 - Publicação: 1266 / 07/03/1995
Depositante: Aracruz Celulose S/A (BR/RJ)    Inventor: Eloi Jacob Marcon / Braz Luiz Bresciani / Manuel Antônio da Costa Nunes Miguel / Dalmo José Sardinha Tavares    Procurador: Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
B27B 5/10

Feller Contínuo e Processo para sua Utilização

.pdf  download (86.9 Kb)
Trata-se de máquina-base (1) que inclui equipamentos, constando de disco dentado (3) de corte, montado independentemente sob berço sustentador (8) tal berço penetrando simultaneamente ao disco (3) a medida que o corte é executado na árvores, e sustentando a árvore para ser derrubada por braço empurrador (7)/forquilha (10). O Processo compreende cortar e derrubarfileiras de árvores paralelas entre si, ora sempre a direita da máquina-base (1), numa fileira de árvores, ora sempre a esqueda da máquina-base (1), numa fileira de árvore subsequente, prosseguindo-se alternativamente, numa floresta plantada racionalmente em fileiras.

INPI - Protocolo: PI9401425-6 A2 / Depósito: 30/03/1994 - Publicação: 1300 / 31/10/1995
Depositante: Vasco José da Silva Valles (BR/MT)    Inventor: Vasco José da Silva Valles    Procurador:
E04G 9/00

Sistema de Formas Descoldáveis para Concreto - Valformas

.pdf  download (86.4 Kb)
A presente invenção tem por princípio a simplicidade e a economia de madeira, poupando portanto as florestas restantes e, também economia de mão-de-obra; dando por isso maior capacidade econômica as empresas com o seu uso. Como são constituídas de compensado e réguas de madeira calibrada, a perfeição da estrutura de concreto será com certeza muito mais perfeita. O uso de gravatas fixas, delimitando o apoio e sua rigidez fica evitada a sua deformação. Com o uso de cunhas e arames de amarração nas junções de vigas e colunas, evitando pregos e parafusos, por si só já ocasiona sei reaproveitamento quantas vezes for possível, em função do cuidado do ao desformar e tornar a montar; isso nos faz acreditar que é mais que suficiente para que seu uso se torne altamente econômico.

INPI - Protocolo: PI9400391-2 B1 / Depósito: 28/01/1994 - Publicação: 1238 / 23/08/1994
Depositante: Izar Construcciones Navales S.A. (ES)    Inventor: Francisco José Espinal Duran / Angel García Moran / Antonio Criado Garcia Legaz    Procurador: Orlando de Souza
G08B 17/12

Sistema de Vigilância e Detecção de Focos de Calor em Áreas Abertas

.pdf  download (88.4 Kb)
Compreende um conjunto integrado de observatórios que incluem meio autônomos (2) divisão infravermelha (11) e diurna (12) e estão conectados a uma estação de controle central (1), donde se efetua o processamento de imagens em tempo real, para a detecção automática de focos de calor, especialmente incêndios, dentro de uma zona de cobertura. O sistema á aplicável a detecção automática de incêndios florestais em zonas de vários quilômetros quadrados.

INPI - Protocolo: PI9305890-0 A2 / Depósito: 02/12/1993 - Publicação: 1394 / 19/08/1997
Depositante: Central Glass Company, Limited., empresa japonesa (JP)    Inventor: Tetsuo Takematsu / Takashi Kume    Procurador: Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
C07C 235/88
C07C 233/92; C07C 231/08; A01N 37/30

Derivados de Ácido N-Ariloxiacila-N-Feniltetraidroftalâmico, Método de Produção dos Mesmos e Herbicida Contendo os Mesmos como Componentes Ativos

.  download (0 bytes)
A invenção apresenta derivados do ácido N-ariloxiacila-N-feniltetraidroftalâmico representados pela fórmula geral, um método de produção dos mesmos e um herbicida contendo os mesmos como componentes ativos, onde X e Y representam cada um individualmente átomos de hidrogênio ou átomos de halogênio, ar representa um grupo fenil subistituído ou não substituído ou grupo naftil; R1 representa um átomo de hidrogênio, um átomo de halogênio, um grupo alquila com baixo pelo molecular, um grupo alcoxi com baixo peso molecular, um grupo alqueniloxi com baixo peso molecular, um grupo alquiniloxi com baixo peso molecular, um grupo alcoxi-alcoxi com baixo peso molecular ou um grupo alcoxi-carbonilacoxi com com baixo peso molecular; R2 representa um átomo de hidrogênio ou um grupo alquila com com baixo peso molecular; R3 representa uma hidroxila,um grupo alcoxi com baixo peso molecular, um grupo alqueniloxi com baixo peso molecular, um grupo alquiniloxi com baixo peso molecular, um grupo alcoxi-alcoxi com baixo peso molecular, um grupo beziloxi ou um grupo alcoxi-carbonealcoxi com baixo peso molecular; e M é um número inteiro cariando de 0 a 5. Este herbicida que é muito útil, pode ser amplamente aplicado ao planalto, campo macio, pomar, gramado, floresta, terra fértil, etc., e não prejudicial para as plantações.

INPI - Protocolo: PI9305891-8 A2 / Depósito: 01/12/1993 - Publicação: 1394 / 19/08/1997
Depositante: Central Glass Company, Limited., empresa japonesa (JP)    Inventor: Tetsuo Takematsu / Takashi Kume    Procurador: Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
C07C 235/88
C07C 233/92; C07C 231/10; C07C 231/12; A01N 37/30

Derivados do Ácido N-Acila-N-Fenilmaleâmico, Métodos de Produção dos Mesmos e Herbicida Contendo os Mesmos como Componentes Ativos

.  download (0 bytes)
A invenção apresenta derivados do ácido N-Acila-N-Fenilmaleâmico representados pela fórmula geral, um método dos mesmos e um herbicida contendo os mesmos como compenentes ativos. Onde X e Y representam cada um individualmente átomos de hidrogênio ou átomos de halogênio; R1 representa um átmo de hidrogênio, um átomo de halogênio, um grupo alquila com baixo peso molecular, um grupo alquenila com baixo peso molecular, um grupo alquinila com baixo peso molecular, um grupo alcoxialquila com baixo peso molecular ou um grupo alcoxi-carbonilalquila com baixo peso molecular; R2 representa um grupo alquila com baixo peso molecular, um grupo alquila halogenada com baixo peso molecular ou um grupo fenil substituído ou não substituído; R3 representa um átomo de hidrogênio ou um grupo alquila com baixo peso molecular; e R4 representa uma hidroxila, um grupo alcoxi com baixo peso molecular, um grupo alqueniloxi com baixo peso molecular, um grupo alquiniloxi com baixo peso molecular, um grupo alcoxi/alcoxi com baixo peso molecular, um grupo benziloxi ou um grupo alcoxi-carbonialcoxi com baixo peso molecular. Este herbicida, que é muito útil, pode ser amplamente aplicado no planalto, campo macio, pomar, gramado, floresta, terra não fértil, etc., e não é prejudicial para as plantações.

INPI - Protocolo: PI9301752-9 A2 / Depósito: 29/04/1993 - Publicação: 1249 / 08/11/1994
Depositante: Darci Dias (BR/MG)    Inventor: Darci Dias    Procurador: José Carlos Cabral Linhares
B42D 15/00

Sistema para Controle Ambiental

.pdf  download (53.3 Kb)
Refere-se o presente pedido a um sistema para controle e fiscalização da exploração de produtos florestais, constituído po uma guia de controle ambiental que apresenta três partes sendo uma destinada a colocação dos dados do produtor rural, outra aos da empresa consumidora e a última aos do transportador, além de um campo para a afixação de um selo de controle ambiental, sendo a guia ambiental entregue ao consumidor e o selo ao produtor rural detentor da autorização para exploração florestal ou uso alternativo do solo, sendo necessária a guia com o selo afixado para se proceder ao transporte do produto ou subproduto florestal.

INPI - Protocolo: PI9306127-7 / Depósito: 18/03/1993 - Publicação: 855212 / 30/09/1993
Depositante: Ivar H. Stockel (US) / Willard E. Carlson (US)    Inventor: Ivar H. Stockel / Willard E. Carlson    Procurador: Dannemann ,Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira
D21B 1/32; B02C 1/00

Processo de reciclagem de papel e aparelho para tratamento de fibras celulósicas em refugos de papel

.pdf  download (1006 bytes)
Patente de invenção: 'tratamento pré-reciclagem de aparas de papel enfardadas". Processso e aparelho nos quais aparas de papel contidas em material de refugo enfardado é impregnado por melhoramento com um fluido amolecedor e expansor de fibras como um estágio inicial de reciclagem de material de refugo enfardado para a recuperação de celulose a partir das aparas de papel. O material de refugo enfardado é colcado em uma câmara de tratamento que é selada e colocada sob vácuo após o que um fluido amolecedor e expansor de fibras é puxado pelo vácuo à câmara selada penetrando por todos os espaços vazios do interior do fardo, sendo o fluido expansor mantido no interior da câmara em contato com o conteúdo do fardo por um tempo suficiente para estabelecer um desligamento por expansão da matéria fibrosa das aparas de papel. Após o desligamento da expansão de fibras de refugo, um fluido aquoso de suspensão das fibras é passado através do material de refugo na câmara para a produção de uma pasta de fibras desligadas suspensas em fluido convertida em celulose ao se completar o processo de reciclagem.

INPI - Protocolo: PI9305422-0 A2 / Depósito: 26/02/1993 - Publicação: 1235 / 02/08/1994
Depositante: Central Glass Company, Limited., empresa japonesa (JP)    Inventor: Tetsuo Takematsu / Takeo Komata    Procurador: Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
C07D 265/36
A61N 43/84

Derivados de Ácido N-Acil-N-Feniltetraidroftalâmico, Métodos para Produzí-los e Herbicidas Contendo-os como Componentes Efetivos

.pdf  download (89.9 Kb)
A invenção prove derivados de ácido N-Acil-N-Feniltetraidroftalâmico representados pela fórmula geral (I) da figura (I), métodos de produzi-los, herbicidas contendo-os como componentes efetivos, derivados de cloreto de Imidoil como produtos intermediários e métodos para produzi-los, onde R^ 1^ representa um grupo alquil, um grupo alcenil, um grupo alquinil, um grupo alcoxialquil, um grupo haloalquil, um grupo haloalcenil, um grupo haloalquinil ou um grupo cianolquil, R^ 2^ representa um grupo alquil com pelo molecular baixo ou um grupo alquil com peso molecular baixo higrogenado, e R^ 3^ representa um grupo alcoxi com peso molecular baixo, um grupo alceniloxi com peso molecular baixo, um grupo alquiniloxi com peso molecular baixo, um grupo alcoxialcoxi com peso molecular baixo, um grupo haloalquiloxi com peso molecular baixo ou um grupo alcoxicarbonialcoxi com peso molecular baixo. Os herbicidas da presente invenção, que são muito úteis, podem ser aplicados extensivamente em planaltos, campos, pomares, turfas, florestas, terras sem cultura, etc. e não são prejudiciais as plantações.

INPI - Protocolo: PI9201342-2 A2 / Depósito: 09/04/1992 - Publicação: 1193 / 13/10/1993
Depositante: José Maria da Fonseca (BR/MG)    Inventor: José Maria da Fonseca    Procurador:
C10B 53/00

Processo de Produção de Carvão Vegetal para Siderúrgica e Indústria usando Refugos de Safras Agrícolas

.pdf  download (67.2 Kb)
Principais refugos usados: caules de milho, mandiocas, arroz, bagaço de cana, cascas de de coco, pequi, cacar, arroz e laranja, caroços de abacate, manga e espiga de milho. Carvoaejamento: por pirólise parcial em fornos de alvenaria. Processo de fundo ecológico que apresenta as seguintes vantagens: A - interrompe o desmatamento das florestas naturais; B - não afeta a produção de alimentos; C - não amplia a área agrícola, impedindo desmatamentos; D - orienta o agricultor no uso ecológico da safra; E - gera renda extra substancial para o agricultor; F - utiliza técnicas de fácil implementação e domínio; G - supre a demanda de carvão vegetal da siderurgia; H - não depende de prazo de maturação, é de uso imediato; I - cálculos iniciais indicam produção 3 vezes maior que a demanda de toda a siderurgia mineira.

INPI - Protocolo: PI9104953-9 A2 / Depósito: 14/11/1991 - Publicação: 1172 / 18/05/1993
Depositante: Alexandre Ledo de Azevedo Costa (BR/RJ)    Inventor: Alexandre Ledo de Azevedo Costa    Procurador: Devinir Benedito Ramos de Moraes
A62C 3/02

Dispositivos e Processo para Combate à Incêndios Florestais

.pdf  download (69.3 Kb)
Trata o presente pedido de um original processo para combate a incêndios florestais, que utiliza aeronaves que passando pelos focos ou linhas de incêndio, bombardeiam com água e ou produtos químicos, a baixa altura no sentido longitudinal da linha de fogo, acima da vegetação, até formar uma faixa úmida, não propagativa, incombustível (life line), formando uma barreira natural ao fogo, permitindo a seu controle e extinção. Em linhas gerais, o invento compreende aeronaves com reservatório (1), prevendo coifa ventral ou complemento (2), aspersor ou válvula (3), estando previsto um conjunto para acionamento (4).

INPI - Protocolo: PI9104037-0 A2 / Depósito: 20/09/1991 - Publicação: 1167 / 13/04/1993
Depositante: Worton Camara França (BR/RJ)    Inventor: Worton Camara França    Procurador:
A62C 1/00

Equipamento para Combate a Incêndio

.pdf  download (25.1 Kb)
Trata o invento de um original Equipamento para Combate a Incêndio em florestas, que apresenta características próprias, capaz de distinguí-lo do estado da técnica, reunindo condições para se tornar merecedor da proteção pleiteada. Fabricado em PVC especial, compreende um receptáculo em película maleável no formato de uma elipse (1), conformada em gomos costurados (2), provendo na sua parte superior uma saia com formato de guarda-chuva (3), costurado em gomos contornados por uma haste rígida, conformando ventosas diretivas.

INPI - Protocolo: PI9105867-8 A2 / Depósito: 21/08/1991 - Publicação: 1211 / 16/02/1994
Depositante: Central Glass Company, Limited., empresa japonesa (JP)    Inventor: Tetsuo Takematsu / Takashi Kume    Procurador: Tinoco Soares & Filho S/C Ltda.
C07C 233/91
C07C 235/86; C07C 235/88; C07C 231/10; A01N 37/46

Derivativos de Ácido N-Acil-N-Feniltetrahidroftalâmico, Método para Produção dos Mesmos, Herbicida Contendo Ditos Derivativos como Componentes Efetivos e Método para Produção de Cloreto de Imidoila

.pdf  download (24.2 Kb)
A presente invenção refere-se a derivativos do ácido N-Acil-N-Feniltetrahidroftalâmico, representados pela fórmula geral, métodos para produção dos mesmos e herbicidas contendo esses derivativos como componentes efetivos, onde X e Y representam individualmente, átomos de hidrogênio ou átomos de halogênio, R^1^ representa um átomo de hidrogênio, um átomo de halogênio, um grupo inferior de Alcoxi, um grupo inferior de Alquiniloxi, um grupo inferior de Alcoxialcoxi com um grupo inferior de Alcoxicarbonilalcoxi, R^2^ representa um grupo inferior de Alquil, um grupo inferior de Alquil halogenado ou um grupo Fenil substituído ou não e R^3^ representa um grupo inferior Alcoxi, um grupo inferior Alqueniloxi, um grupo inferior Alquiniloxi, um grupo inferior Alcoxialcoxi, um grupo benziloxi ou um grupo inferior Alcoxicarbonilalcoxi. Os herbicidas que são muito úteis podem ser largamente aplicados às regiões montanhosas, campos de Arrozal, pomar, gramados, florestas, terra não colhida, etc. e não são prejudiciais as colheitas.

INPI - Protocolo: MU7101645-7 U2 / Depósito: 22/07/1991 - Publicação: 1161 / 02/03/1993
Depositante: Luiz Oto Hofmeister (BR/RS)    Inventor: Luiz Oto Hofmeister    Procurador: MPT - Assessoria e Consultoria Empresarial
F04B 35/00

Módulo de Bombeamento de Fluídos a Alta Pressão

.pdf  download (89.9 Kb)
Caracterizado por possuir estrutura própria, modular e compacta adaptável a veículos automotores ou reboques, destinado a múltiplos usos tais como: desobstrução de canalizações de esgoto; pulverizações na área de saúde pública e agrícola; desinfecções na área de saúde pública, avicultura e suinocultura; lavagem de equipamentos, ruas, prédios, monumentos; combate a ruas, prédios, monumentos; combate a incêndios, principalmente os florestais; manutenção industrial, etc.

INPI - Protocolo: PI9000126-5 A2 / Depósito: 12/01/1990 - Publicação: 1088 / 08/10/1991
Depositante: Lúcio Pentagna Guimarães (BR/MG)    Inventor: Lúcio Pentagna Guimarães    Procurador: Momsen,Leonardos & Cia
A01C 11/02

Plantadeira de Mudas para a Silvicultura

.pdf  download (25.7 Kb)
Equipamento de grande utilidade prática e funcional à Silvicultura. Tem como umas das vantagens principais, executar mecanicamente com precisão, economia de tempo e economia de mão-de-obra, a rápida plantação de mudas de árvores de qualquer espécie. Também a adubação automaticamente com precisão, antes da muda ocupar o seu lugar definitivo no terreno, com concomitante sincronismo, terreno esse que foi preparado antecipadamente. Trata-se de uma máuina leve, construída de barras, chapas, e perfilados leves de aço, com duas rodas de pneus, que pode ser tracionada por um trator de rodas ou se movente. Precisa, para sua normal operação, da atruação de três operários, podendo ser homens ou mulheres, sendo dois operários plantadores e um para controlar o silo do adubo. Também é caracterizada por transportar em caixas modulares as mudas em saquinhos de plástico e/ou tubetes, dispostas essas caixas em grande quantidade, em prateleiras inclinadas que rodeiam as operárias plantadeiras. Outra principal vantagem que esta máquina é o de ter condições de em pouco tempo plantar grande número de mudas, o que permite aproveitar totalmente o princípio da época das chuvas, e o consequente desenvolvimento natural das mudas em seu local definitivo.

página 1 - 2 - 3

Publicidade






18467 visitas nesta página

Publicidade
Polo de Excelência em Florestas

Parceiros

AMS  |   ECOTECA DIGITAL  |   EMBRAPA FLORESTA  |   EPAMIG  |   FAEMG  |   INTERSIND  |   LARF  |   MAPA  |   SEAPA  |   SEBRAE  |   SECTES  |   SEDE  |   SEMAD  |   SIF  |   UFLA  |   UFV  |   UFVJM  |   UNIFEMM  |  

Colaboradores

ACELERADORA DE  |   AGROBASE  |   AGROMUNDO  |   APABOR  |   BRACELPA  |   CIENTEC  |   FAPEMIG  |   FINEP  |   IEF  |   LATEKS  |   PAINEL FLORESTAL  |   TRATALIPTO  |   UFV JR. FLORESTAL  |  
Desenvolvido por Ronnan del Rey